Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vou colhendo de mansinho
Os grãos que a galinha deixa.

 

Vou colhendo de mansinho
O que pra mim foi deixado
Não esquecendo o pecado
Que é não se ter carinho
Por cada um irmãozinho,
E que devemos, sem queixa,
Mesmo que exista reixa,
Dar a mão ao nosso irmão.
Assim "catamos no chão"
Os grãos que a galinha deixa.
 
Com paciência, seguindo
O caminho da esperteza
Eu sei, com toda certeza,
Terminarei conseguindo
O que eu estou perseguindo,
Sem emitir qualquer queixa
Ou ainda provocar reixa.
Assim, com jeito e carinho,
Vou colhendo de mansinho
Os grãos que a galinha deixa.
 


Mote: Marcos Medeiros
Glosa: Rosa Regis
Natal/RN – Brasil
s/data

 
Rosa Regis e Marcos Medeiros
Enviado por Rosa Regis em 23/06/2020
Código do texto: T6985290
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Rosa Regis
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 71 anos
476 textos (296782 leituras)
1 e-livros (205 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/03/21 05:27)
Rosa Regis

Site do Escritor