DE CARA NO CHÃO

Com fome de sobremesa
deixou o baião queimar, 
pra onde foi a beleza
que se fez anunciar?
Passou a semana toda
sonhando com uma gelatina
 recheada de abóbora,
mas não chegou na cozinha...

Queria um sarapatel
mas não sabia fazer,
se contentou com pastel,
era o que tinha pra comer...
Quem mandou ser exibida
às custas de outra pessoa!
Agora fica escondida
e os outros sorrindo à toa.

Menina, não se apoquente
amanhã é outro dia!
Estás de cabeça quente,
toma um banho que ela esfria.
No quiosque da esquina
tem tudo que a gente quer.
Lá, na dona Jusefina
tem empada de jacaré.

Tem patinha de sirí
tem até baião de dois,
não deu pra comer aqui,
comeremos lá depois.
É o único jeito que eu sei
que a gente pode dar...
De esperar até cansei,
se arrume, vamos pra lá...

_______________________
Ficamos só ma vontade, quem sabia cozinhar, faltou e a salvação foi essa...