Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

BOTAFOGO, O MAIS ODIADO E ROUBADO

O GLORIOSO BOTAFOGO

Nelson Marzullo Tangerini

                   Há um complô contra o Botafogo. Isto está muito claro. Desde 2007, talvez. Um certo jornalista de um poderosíssimo jornal do Rio diz que não, diz que isto é paranóia de botafoguense. Mas este jornalista dificilmente elogia Botafogo, Fluminense, Vasco da Gama, América, entre outros. Gasta toda a tinta com  o Flamengo.
                   A maior torcida do Rio é, sem dúvida, a do Flamengo. Se o Flamengo vence, se é campeão, quem lucra é a imprensa, que vende mais jornal. Por isto, toda esta bajulação ao “mais querido” – o mais querido da mídia, digamos.
                   O Botafogo é O Glorioso porque 97 jogadores do clube vestiram a camisa da Seleção Brasileira. E 46 deles foram campeões – em Copa do Mundo e outros torneios.
                   Todos esses jogadores honraram a camisa verde e amarela e jamais precisaram da mídia para se promover. Foram lá e jogaram. Garrincha, Didi, Amarildo, Zagallo, Gérson, Jairzinho, Nilton Santos, entre outros, são o maior exemplo.
                   Alguns jogadores foram empurrados pela mídia; jogaram em três Copas e nada trouxeram. Nem apareceram em campo.
                   Talvez seja por isto que Jairzinho, o Furacão da Copa, Artilheiro do Brasil em 1970 na Copa do México, nunca seja citado por este poderoso meio de comunicação que massifica a burrice através da tv, do jornal e do rádio.
                   Durante anos o Flamengo foi freguês do Botafogo. Vencemos sempre na bola, com honestidade. Hoje, o Flamengo consegue empates e vitórias com a ajuda de juízes mal intencionados – ou “caseiros”, como disse um dia desses o técnico Ney Franco.
                   Antigamente, tínhamos comentaristas talentosos como João Saldanha, Nelson Rodrigues, Sandro Moreyra, entre outros. Hoje, todos os comentarista torcem abertamente para o Flamengo. E a mídia, flamenguista, se cala.
                   No dia do Centenário do Flamengo, demos de presente ao mais querido da mídia: um inesquecível 6 x 0. Um 6 x 0 sem nenhum gol de pênalti. Aliás, com um gol de letra de Jairzinho por debaixo das pernas do Ubirajara.
                   Tudo isto sem falar naquela decisão da Taça Guanabara em que o Botafogo teve de voltar de uma excursão, após o Flamengo perder para o Bonsucesso por 2 x 0, e ainda sair campeão, ganhando por 4 x 1.
                   Os jogadores do Botafogo, então, deram a volta olímpica de costas, porque o Flamengo tinha dado a volta olímpica no Maracanã, após um empate em 0 x 0.
                   O juiz Mário Viana apitou um longínquo Botafogo 9 x 2, em que o time do Flamengo acabou se sentando no gramado para não levar mais.
                   Tudo isto ainda está atravessado na garganta dessa gente, que, a todo custo, quer destruir O Glorioso Botafogo.
                   Em 2007, perdemos o Campeonato Carioca por que o juiz resolveu ajudar o Flamengo. Dodô fez um gol legítimo. O árbitro anulou o gol e ainda expulsou Dodô. Depois foi para a mídia dizer que havia errado, que havia prejudicado o Botafogo.
                   Num jogo antes, Dodô fora derrubado na área e o juiz não deu pênalti contra o Flamengo.
                   Aliás, os juízes só dão pênaltis a favor do Flamengo, nunca contra. Foi assim no primeiro 2 x 2 do Campeonato Brasileiro de 2007, quando o juiz deixou de dar dois pênaltis claros contra o Flamengo.
                   Na final da Taça Guanabara de 2008, houve pênalti em Jorge Henrique, derrubado, dentro da área. O juiz marcou. Não, não marcou. E ainda marcou um pênalti inexistente contra o Botafogo. Porque o jogador do Flamengo segurou antes a camisa do zagueiro do Botafogo. A mídia comentou?
                   A imprensa do Rio é toda ela flamenguista. Claro, quando o Flamengo perde, os jornais encalham nas bancas.  É a lógica do capitalismo.
                   Todos os jornalistas omitem a verdade para não perderem o emprego.
                    Um exemplo disto foi o fato de o Botafogo ter seis jogadores punidos pelo Tribunal Desportivo, enquanto Souza, causador de toda aquela confusão, foi absolvido.
                    Em 2007, por causa de uma lata atirada ao campo [do Engenhão], o Botafogo foi punido e perdeu o mando de Campo.
                    O mesmo aconteceu com o Flamengo: uma lata foi atirada ao campo e o Clube da Gávea não perdeu o mando de campo – contra o Santos.
                    Tudo isto, sem falar que o Flamengo descansou no meio do Campeonato de 2007, enquanto contratava reforços.
                    O Flamengo é o queridinho do Tribunal Desportivo, dos juízes, da mídia. E é por isto que Campeonato Carioca está falido. A mídia do Rio não questiona essas coisas. Está mais interessada em ganhar dinheiro. Omite-se.
                    Do jeito que a coisa vai, penso que Botafogo, Vasco da Gama, Fluminense, América, Bangu e outros clubes deveriam sair do Campeonato Carioca e fundar uma outra liga.
                    Não são só os botafoguenses que choram. Tricolores e vascaínos são unânimes e estão dizendo a mesma coisa.
                    Precisamos de jornalistas tricolores, botafoguenses e vascaínos nos jornais.
                    Estejamos certos de que a mídia tem medo de que o Botafogo volte a ser O Glorioso, o grande clube do passado, aquele Botafogo que foi a base da Seleção Brasileira que nos deu o Tri Mundial no México.
                    Se mais três jogadores forem convocados, teremos 100 atletas na Seleção. Isto é um recorde, e isto incomoda.
                    Ai, que saudades do João Saldanha!
.............................................................................................................................

Recentemente, um grupo de desocupados resolveu lançar o livro “Piadas para sacanear botafoguenses”. É bom lembrar que os flamenguistas também choram. Vi o Cabañas fazer o time do Flamengo e o Maracanã inteiro chorarem. O juiz só não ajudou o Flamengo porque era árbitro internacional.
..............................................................................................................................

Nelson Marzullo Tangerini, 53 anos, é escritor, jornalista, compositor, fotógrafo e professor de Língua Portuguesa e Literatura. É membro do Clube dos Escritores Piracicaba [ clube.escritores@uol.com.br ], onde ocupa a Cadeira 073 – Nestor Tangerini.

nmtangerini@gmail.com,  nmtangerini@yahoo.com.br
Nelson Marzullo Tangerini
Enviado por Nelson Marzullo Tangerini em 16/11/2008
Código do texto: T1286728
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nelson Marzullo Tangerini
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 64 anos
310 textos (24085 leituras)
9 e-livros (127 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/10/19 17:56)
Nelson Marzullo Tangerini