Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Despedida

Fechada a tampa, tudo que se ouviu foi o estalido seco e dolorido:  estava lacrada. Definitivamente lacrada!

O céu escureceu mais ainda, ficou mais denso, pesado e então uma a uma as gotas de chuva começaram a cair. Deslizavam docemente, copiosas, generosas, envolvendo tudo.

A tristeza, que já era enorme, pareceu maior ainda. Infinita, como o céu de chumbo.

O vento, irriquieto, alheio ao pesar imenso, fazia festa no topo das árvores alvoroçando as folhas que, descuidadas, atiravam-se indolentes sobre a tampa cerrada.

A chuva fina, caindo sem-cerimônia, dava à tampa um brilho exagerado de alegoria que as folhas apressavam-se em completar.

Ao redor, a dor era tão concreta que mal permitia respirar. Ninguém falava nada.

Nos rostos atordoados as lágrimas misturavam-se às gotas de chuva.


vera abi saber
Enviado por vera abi saber em 26/01/2005
Reeditado em 17/10/2018
Código do texto: T2495
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Voce deve citar a autoria de Vera Abi Saber ). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
vera abi saber
São Paulo - São Paulo - Brasil, 67 anos
118 textos (18764 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/18 18:06)
vera abi saber