Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FALECIMENTO

"Anunciamos o falecimento de ..." .O papel  estava em minhas mãos . Um recorte de jornal  amarelado. Viera assim , no meio de outros recortes de jornal .Este  , datado , como se a pessoa, por alguma razão quisesse que  soubessemos da data. O nome do falecido  era desconhecido . O local da missa  também >Mas algo me fez pensar  quando notei  a data- algo  em torno de vinte anos-  Lembro-me de uma crônica de um escritor que agora não me lembro do nome , e que falava sobre a Morte . Creio que falava  sobre o fato  de que ninguem morreria  repentinamente . Que era mentira essa história de morte repentina. Que a morte  vem lenta, inexorável , mas mansa , como uma  preparação , uma difícil preparação . Que ao deixarem  nossos corpos  no túmulo  frio, não significa  necessáriamente  que morremos. Como também  ao sairmos do ventre materno  e o médico nos levanta para as clássicas  batidinhas , não significa que nascemos.  Só ao reconhecer  o  outro  e o outro a nos  significa que finalmente nascemos. E depois virão  outros, a família , a escola,  a igreja, o trabalho , a família que formarmos. E morremos. Mas  se o corpo some , ficam recordações , sentimentos, sensações . Até perfumes , cheiros e outras  coisas permanecem . Lentamente , no entanto, desaparecem  da mente dos amigos, que se perdem  pela vida atribulada, veloz  e que não admite  parada. Os locais que frequentou , estudou , gozou, sofreu, chorou, amou, também  mudam , desaparecem , destruidos por outros e outras pessoas  que mal irão saber  que por ali andou um dia alguém. Que ali comeu um homem.Aos familiares  a lembrança perdura . Começa dura , sofrida , angustiante . Passa  por uma fase  de alegria, de cristiana resignação  e esperança no reencontro  um dia. Depois  a vida - esta  mestra  e deusa voraz - obriga que esqueçamos, que  guardemos seu nome, seu jeito , seus tiques , suas broncas , sua bonomia ;  em algum canto esquecido  de nossas recordações . As futuras gerações da família poderão tê-lo  como um retrato  na parede  e as históriass  mais antigas . Ai então  , podemos dizer  que morremos.

Sábios os antigos egípcios, em seus proverbios : "Falar  dos mortos é torna-los vivos novamente."  
grotius
Enviado por grotius em 01/12/2006
Código do texto: T307241

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
grotius
Santo André - São Paulo - Brasil, 62 anos
444 textos (16831 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 17:15)