Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

 
 
(Imagem Google)

O Irresistível Canto das Sereias 


 
Sereias, figuras lendárias, feiticeiras provocantes a procura de presas fáceis para serem atraídas para caminhos errantes. Tão belas quanto maléficas oferecem prazer e perigo.

Assim também acontece conosco, seres humanos, quando nos sentimos atraídos por pessoas, coisas e oportunidades de ganho fácil que se nos oferecem, levados pela carência, vaidade, consumismo, prestígio, poder, fama, sucesso e sonhos que vão além da nossa capacidade de discernimento do certo e do errado.  Envoltos em nuvem espessa da ilusão, que nos impede de enxergar o horizonte, somos guiados pela suposta intuição, que na verdade nada mais é que falsos valores cultuados em parte pela sociedade e outra por nós mesmos, sem nos darmos conta de que tudo mais tarde será cobrado. 

As sereias estão em todo lugar, para te instigar, te testar e te convencer com o intuito único de satisfazer o seu ego e interesses próprios passando por cima dos seus princípios e valores.  Elas têm um canto sedutor e levam o objeto de seu desejo a cometer loucuras em nome do amor, da paixão, da necessidade de se auto afirmar, da carência afetiva, da satisfação e da insatisfação pessoal, da solução de crises existenciais, da busca da felicidade, do consolo pelas perdas, da crise financeira, do remédio que cura a dor.

É resultado da lei da oferta e da procura, da sobrevivência, daquele que quer levar vantagem em tudo, da incoerência, dos juros abusivos e embutidos, da prostituição, do consumo e tráfico de drogas, da malandragem, das promessas de um país novo, um mundo novo, de governantes que se maquiam para ganhar votos e retribuem com sua insensatez, insensibilidade e descaso. 
As sereias estão ai com sorrisos largos e dentes alvos,  mas afiados e não se importam se nos fazem sentir lesados e enganados.  O mar da desilusão é a sua morada e é para as suas profundezas que vamos quando caímos na sua emboscada.  Seu canto é suave, sua voz melodiosa, seus olhos cegam e seu alvo não tem mais vontade própria. Foge-lhe o controle. Assim como as borboletas são atraídas pelo embriagador perfume da flor, são os sonhadores seduzidos pelo que os encantam e se esquecem do que realmente é importante para eles, como seus valores pessoais. 

 
Sejamos cautelosos, vigilantes e surdos aos apelos do irresistível canto das sereias!  


 
Lucia Moraës
Enviado por Lucia Moraës em 23/04/2013
Reeditado em 27/08/2016
Código do texto: T4255679
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Lucia Moraës
Jacareí - São Paulo - Brasil
555 textos (42464 leituras)
3 áudios (318 audições)
2 e-livros (245 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/05/21 01:07)
Lucia Moraës

Site do Escritor