Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ERA UMA VEZ UM GRANDE PAÍS






           Era uma vez um grande país, deitado eternamente em berço esplêndido. Habitado por um povo simples e pacífico, a paz era com eles. Até que um dia vieram seres numa canoa gigante, com estranhas vestimentas de pano e tacapes que vomitavam fogo. Tinham costumes estranhos e adoravam a um deus invisível. Logo se apoderaram de tudo, e os obrigaram a servi-los, como se deuses fossem.
          Como sempre acontece no encontro entre duas civilizações, a mais culta sempre predomina, e, não raro, extermina aquela que encontra sem dó nem piedade.
           Passados mais de quinhentos anos, a cultura indígena e os seus componentes, em número cada vez menor, encontram-se confinados em locais cada vez mais distantes, e seus costumes em estado de declínio.
          Suas terras foram tomadas, suas florestas derrubadas e seus rios contaminados. Não está muito longe o dia em que o último índio desaparecerá, e as florestas, sem seus cuidadores, de tão exploradas se tornarão num grande e aterrador deserto.
Jota Garcia
Enviado por Jota Garcia em 11/07/2017
Reeditado em 24/11/2018
Código do texto: T6051919
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Jota Garcia
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 83 anos
697 textos (24908 leituras)
7 áudios (368 audições)
1 e-livros (50 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/19 08:06)
Jota Garcia