Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O homem é o lobo do homem

O HOMEM É O LOBO DO HOMEM

Hoje, não é dos animais ferozes que se deve ter medo. Nem tão pouco da fúria da natureza que vez ou outra se rebela. Inútil temer a noite ou os falados espíritos que assombram os tolos. O próprio homem se tornou o maior inimigo do homem. Com violência requintada são praticados os homicídios; com malícia infernal crianças são violentadas e todo tipo de estupro acontece todos os dias; casas são invadidas, famílias expulsas, e nas ruas não há mais segurança para as pessoas. Enquanto os bandidos se armam com armas sofisticadas, as famílias são desarmadas em nome da segurança pública. O estado se reconhece impotente diante do crime organizado, mas não admite que a população se defenda. Tornamo-nos presas fáceis, ovelhas rumo ao abatedouro e completamente desesperançados da proteção do Estado. Já não se acredita na pessoa que passa por nós na rua, principalmente à noite, nem em quem bate a nossa porta em busca de auxílio: qualquer um pode ser um lobo. Acabou-se a paz, a confiança e a crença no próximo, haja vista a degradação moral e social a que se chegou. O que esperar dos governantes e dos políticos que se corromperam? Como confiar nos Três Poderes da República que se degradaram e reconhecem a existência de um quarto poder mais forte que eles? Como acreditar nos novos políticos que se apresentam à sociedade pregando a moral, os bons costumes e até invocando a Deus, se tantos já usaram esse caminho e depois se perverteram? O mundo precisa ser novamente evangelizado; precisa-se de homens e mulheres, cuja única política seja pregar o Cristianismo com sua máxima maior: Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si próprio. Não precisamos de mais políticos! Precisamos de evangelizadores, novos profetas e Cristãos, enfim, que sejam outros Cristos.
Pedro Lodi
Enviado por Pedro Lodi em 07/12/2017
Código do texto: T6192972
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Pedro Lodi
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 72 anos
65 textos (437 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 10:49)