Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PÃO A QUEM TEM FOME!



Eu tinha uma conta conjunta com meu então marido, onde havia pelo menos alguns trocados...
Saída de uma dessas internações em clínica de repouso que me obrigavam, pedi à minha irmã (que me acompanhava na ocasião, porque eu estava sob o vexame de não poder sair da clínica sem um responsável,) que passasse num supermercado, para que eu fizesse uma compra de gêneros alimentícios, pois em casa não havia nada para comer...

Só coloquei no carrinho o mínimo necessário, coisas básicas mesmo, arroz, feijão, óleo, açúcar, café, na quantidade menor que havia de embalagem nas prateleiras e não me esqueço: mais um par de chinelas, porque os que me mandaram para uso na clínica, era de número bem maior  que o meu, além de já estarem desgastadas e muito encardidas - eram do uso próprio de minha mãe, na roça.

Ao chegar no caixa e tentar pagar com o cartão, este foi recusado, pois havia sido cancelado.
Muito constrangida, deixei as mercadorias e vim para casa, onde fui deixada sem nada para comer e junto a isso, também pra quê essa compra, né, se aqui nem tinha gás para cozinhar?

Essa passagem foi só uma das "malvadezas" a que estive sujeita, desde quando começou essa confusão toda na minha vida.
Ene Ribeiro
Enviado por Ene Ribeiro em 13/06/2018
Código do texto: T6363427
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ene Ribeiro
Goiânia - Goiás - Brasil
13192 textos (240658 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/09/18 13:44)
Ene Ribeiro

Site do Escritor