Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ENTENDENDO A INTERNET


Internet, coisa do demo para uns,
uma benção do céu para outros...
Vá entender...
Osculos e amplexos,
Marcial
 
ENTENDENDO A INTERNET
Marcial Salaverry

Para entender a Internet, vamos considerá-la como sendo um daqueles convidados que chegam para um papinho de 5 minutos, e acabam se hospedando em nossa casa, ocupando o banheiro com a porta aberta, roncando alto e, convenhamos, realmente enche o saco, porque começa a tomar conta de nossa casa...
Mas, apesar do pesares, é uma pessoa muito simpática, que nos faz rir (às vezes), que acaba se tornando figura importante dentro de casa. Quando fica doente então, é um autentico Deus nos acuda (como vou viver sem ela ?). Eu estou pensando seriamente em criar um Convênio Internético, para tratamento de computadores. Que acham dessa idéia ? Vamos bolar a coisa. Afinal, acho que associados é o que não vai faltar.
Bem, analisemos a utilidade encontrada para essa, digamos, essa COISA.
Tem gente que só a quer como passatempo, pois tem um montão de joguinhos bacanas, e para quem tem paciencia, tem uma tal de paciencia, que acaba com a paciencia de quem não a tem, e resolve jogar um pouquinho.
Tem gente que a quer como companheira fiel, pois aceita tudo que você quer falar, e não discute, nem discorda, nem diz...nada. Por vezes cala-se completamente e sai fora do ar. E é aí que mora o problema.
Tem gente que a quer como amante, com  o tal do sexo virtual (sou muito mais o método antigo...).
Tem gente que a quer como fonte de recursos, então vasculha todas as suas possibilidades para faturar algum. Até agora quem ganhou alguma coisinha com isso, foi um tal de Bill...não sei das quantas...Watergate ?
Tem gente que a quer como psicóloga. Então a usa para desabafos. Realmente, é uma das boas finalidades, pois sempre é bom desabafar, pois se a resposta do, digamos, receptor não agrada ao desabafante, basta deletar.
Tem gente que quer para reclamar, xingar, espernear. Aí, é ótima, pois basta descobrir-se o e-mail do objeto de nossas queixas, e tome pau. Como é à distancia, a reação fica complicada. Se bem que geralmente tais broncas se perdem no espaço, pois o destinatário ao ver que vai se chatear, limita-se a deletar, e ponto final.
Infelizmente, tem também aqueles que a desejam só para fazer o mal. E tome propagação de vírus, e tome hackers fazendo sandices, e tome clonagem de e-mails, e uma pá de coisas difíceis de digerir.
Bem, anda existe muita coisa para ser analisado sobre essa maquininha de fazer doidos, mas para não dar mais um motivo de reclamações, vou parando por aqui, pois todos estão carecas de conhecer os prós e os contras da coisa, mas eu tinha que falar alguma coisa.
Ainda sobre computador: Caso alguém não saiba, a grande diferença que existe entre HARDWARE e SOFTWARE: Soft, é a parte que você só xinga, e Hard, é a parte que você chuta.
Realmente, essa tal de Internet é, como diria famoso dirigente esportivo, "uma faca de dois legumes", pois se por um lado favorece nosso desenvolvimento tecnológico e nossos conhecimentos, por outro lado também favorece os instintos predadores de muitos idiotas que procuram especializar-se somente em espalhar o mal, seja através de vírus, seja através de brincadeiras daninhas, ou (pior ainda), procurando explorar a boa fé e os sentimentos de outras pessoas. Tem alguns que só procuram soltar "correntes de felicidade", prometendo benesses àqueles que espalharem. O lamentável em alguns desses casos, é que essas tais correntes, por vezes trazem mensagens lindíssimas que merecem ser espalhadas, mesmo sem as benesses prometidas. Então, para que abusar da boa fé? Se querem dizer algo de belo e aproveitável, passem aos amigos, que estes se encarregarão de espalhar, se realmente valer a pena.
Outro ponto negativo são algumas das "solicitações de ajuda". Infelizmente não se pode saber qual é a solicitação "séria", e qual a simples tentativa de "spam". Tem muitas pessoas que à simples visão de alguma solicitação de ajuda para alguém, já deleta o e-mail, pois não acredita mais em nada. Isto deveria ser encarado com mais seriedade.
Agora o outro "legume". Que coisa bacana é a Internet bem usada, nem vou falar das facilidades de comunicação, e otras cositas más. Só quero salientar que, na minha opinião, o melhor da Internet, é que as pessoas se animam mais a certos desabafos, a contar certas mágoas ou problemas que, pessoalmente, cara a cara, sempre fica mais difícil falar. Mas, via Internet, com as pessoas longe, podemos "soltar a franga", contar problemas que nos afligem. Sempre alguém tem alguma coisa de bom para ser dito. E só o fato de soltarmos o que estava preso lá dentro, já alivia o problema.
Além disso, notei outra coisa muito interessante. Tenho encontrado muitas pessoas com uma grande afinidade de idéias, que pensam de uma maneira semelhante, possibilitando diálogos interessantíssimos e isso, sem essa tal de Internet, não seria possível.
O mais certo seria que eu nunca, jamais, em tempo algum, teria conhecimento da existência de um número cada vez maior de doidos e doidas que pensam da mesma maneira. E não tenho dúvidas de que outras mais virão. Vocês não acham que é ótimo descobrir que você não está sozinho no mundo?
E com essas idéias, vamos aproveitar a Internet, para desejar a um montão de gente, UM LINDO DIA.

Marcial Salaverry
Enviado por Marcial Salaverry em 04/09/2007
Código do texto: T637709
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcial Salaverry
Santos - São Paulo - Brasil, 79 anos
21180 textos (2102873 leituras)
3 áudios (894 audições)
6 e-livros (2160 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 13:35)
Marcial Salaverry