Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VÍCIOS

Não tenho cigarro, nem bebidas, nem drogas, nem vícios banais e
vazios...
Lamentei em todos os cantos de minha alma, de minhas lágrimas, de minha casa, do meu corpo, do meu coração, do meu quarto... Teu adeus silencioso me destrói, me falece, me desfaz os sorrisos, os suspiros, os anseios, a vontade, o ânimo e a vida. Teu adeus é a sensação de guerra perdida, a fome da alma, a flecha não lançada, tudo o que não se tem e o que não se terá, a palavra maldita, a lágrima de fraqueza, o grito de dor, a angustia de uma morte, o desperta de um sonho, o desistir, o não lutar, o não ter razão, o não ter argumentos, o que não dura, o não remediar...
É deixar atropelar, o frio na barriga de quem se deixa jogar do sétimo andar, é não ter valor, é não saber perder, e não saber perder, é secar os medos e os sonhos, é como um nó na garganta, é não poder chorar.
Em minha estante estão momentos, tuas fotos e meu sorriso presos em papel... queria vícios, vícios, vícios palpáveis, vícios consumíveis.
Maria Mariane
Enviado por Maria Mariane em 23/10/2018
Código do texto: T6483888
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Mariane
Castanhal - Pará - Brasil, 27 anos
452 textos (4142 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/10/19 10:49)
Maria Mariane