Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SEMPRE ADIANTE

Alma cansada de chorar,
cansada de sofrer
nas agruras do caminho,
há quem te veja do celeste ninho
a caminhar...
O eu destino se fará sublime.
Será o fim desta jornada.
Depois da noite, amiga,
surge a madrugada.
Enfrenta a ventania
e o bem, sempre a espalhar
no meio das estradas,
abrilhantanrá a tua caminhada.
Alma cansada de sofrer,
verás um dia, em bens,
 a paciência florescer.
Alma cansada de chorar,
com as proprias lágrimas
ornamentará um dia o teu olhar.
E as agruras do caminho
se transformarão em macio ninho
onde, ainda seguindo
teus trabalhos,
encontrarás outros atalhos
em que continuarás
a abrir teu coração...
Pois que é interminável,
alma, esta missão!
Jaubert
Enviado por Jaubert em 12/09/2007
Código do texto: T648812
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jaubert
São Paulo - São Paulo - Brasil, 61 anos
158 textos (6043 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 15:00)
Jaubert