Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O super-homem no deserto chamado Terra




Com deslinde do genoma humano, alegam os cientista ser possível laboratorialmente recriar a vida humana com a meticulosa escolha de todos caracteres desejados.

Uma enorme e poderosa inteligência, uma boa memória, um belo par de olhos azuis, cabelos lisos e negros feitos as asas da graúna, e, então já é factível se obter um ser humano perfeito.

E ele será belo, saudável, ágil e competente. Será literalmente um super-homem.

Mas será isto mesmo possível? Se podemos hoje lhe determinar facilmente tais aspectos extrínsecos, a mesma certeza não há quanto aos demais aspectos intrínsecos ou íntimos mais ligados às condições psíquicas, psicológicas e de personalidade deste tão esmerado ser?

Mas o pior é que tamanha “programação” pode afetar bastante a capacidade de amar quer dos pais em relação a prole e vice-versa, o que certamente traria também reflexos nas demais relações familiares e sociais que antes eram fundadas pelo acaso ou pela ironia do destino.

Os pais amariam seus filhos pela simples razão de serem seus filhos ou por suas incríveis e inexoráveis qualidades sedutoras? Mas, afinal, “o que pode fazer uma criatura, em meio a outras criaturas, fazer, senão amar e desamar”, já dizia o saudoso poeta Carlos Drummond de Andrade.

O poeta que tão bem reforçava as naturais inclinações humanas e, entre elas está, sem dúvida, o amor, o sentimento de justiça e o perdão.

Através do amor refinamos os sentidos, percepções, sentimentos e aprimoramos a arte de sobreviver em meio adversidades. Mas também desenvolvemos vínculos, pontes não só por causa do amor, mas, sobretudo no afã de se busca o amor, aceitação e adaptação social e cultural.

E exercendo a última das inclinações humanas, precisamos mesmos perdoar os homens bem como toda a humanidade que talvez tentando ser deuses e criadores de seus destinos ainda devastam a natureza e, transformam em flagelo o planeta que cada vez mais está desabitado de almas e do sentido humano.

Haverá futuro para o super-homem neste planeta- deserto ? Ou esta quase-máquina é apenas uma paródia para nos provocar reflexão e medo? Responda você, se souber...

Paradoxalmente enquanto evoluimos horrores na Engenharia Genética, não conseguimos preservar o meio ambiente, e nem deter o aquecimento global do planeta.

Um dia o planeta azul será conhecido apenas como planeta cinza... empobrecido de vida e de almas.
Gisele Leite
Enviado por Gisele Leite em 12/09/2007
Código do texto: T649110
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Gisele Leite
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1673 textos (3754506 leituras)
35 áudios (5091 audições)
25 e-livros (144555 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 14:38)
Gisele Leite

Site do Escritor