Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MOMENTOS DIFICÉIS



MOMENTOS DIFICÉIS

“As esperanças continuam, as influências negativas provocam grandes percalços, porém a fraternidade e caridade estimulam o bem enobrecedor, o amor’. (Antonio Paiva Rodrigues).

Nosso querido, amado e idolatrado país, deitado eternamente em berço esplêndido, gigante pela própria natureza continua adormecido, mas os vilões continuam de olhos acessos e arregalados, a procura da subtração de suas riquezas, e das contribuições que seu povo amigo entrega aos carcomanos responsáveis pela gestão e desenvolvimento. As carcomições são ações viciosas, causadas pelo vírus da locupletação, e da vontade perniciosa de enriquecer ilicitamente. “Carregando, nos próprios ombros as aflições que fustigam a Terra, o Senhor acreditou nas promessas de fidelidade que você lhe fez, enviando-lhe ao caminho aqueles irmãos necessitados de mais amor. Chegam de todas as procedências. É a esposa fatigada esperando carinho; é o companheiro abatido implorando em silêncio, esperança e consolo”. De outras vezes, é o filho desorientado suplicando compreensão, ou o parente na hora difícil aguardando braços fraternos. Esta mensagem tem intuito de mostrar a face ou a cara de nosso Brasil. Por mais pedido e imploração que façamos ecoa em tons firmes, mas a surdez de nossos representantes, nos estressa, entristece e aniquila. Vamos acreditar em quem na época atual? Sabemos que criticar é fácil, fazer é difícil, porém não é impossível. Acreditamos piamente nas promessas políticas e notoriamente somos enganados. Os irmãos enviados pelo Senhor continuam necessitados, pois a maioria de nossas autoridades brinca de governar. Uma política desigual, desumana, em que o ponto crucial das nossas vidas é pagar impostos sugadores de esperanças. No écran que participamos são repassadas cenas de violência, de fome, miséria, tráfico de drogas e entre elas o álcool, que é a mais pesada e considerada legal, pois com seu consumo o governo se locupleta de impostos que as fábricas e destilarias pagam para produzir esse veneno mortal. Nem o transporte, os carros de um modo geral, se dá bem com a ingestão indiscriminada da alcolina (mistura de álcool com gasolina).
Rombos e mais rombos vão se somar as feéricas corrupções e no dançar, no correr da carruagem, no teatro das irregularidades se embrenham políticos tentando culpabilizar corruptos e corruptores. Nesse inferno, nesse mar de lama, alguns anjos se salvam, é deles que necessitamos. Corrupto julgar corrupto é abrupto. Quem deveria julgar tais vampirizadores era a população sofrida pelas más ingerências, pelas conseqüências danosas e escrupulosas desses artistas do mal. Salvem-se quem puder! Todas as realizações têm conotações próprias, o protecionismo o assistencialismo transformam as ações do homem em preguiça mental. Não dê peixe ao homem, ensine-o a pescar. As ONGs (Organizações não governamentais) o trabalho dos voluntários são ações voltadas para os mais fracos e oprimidos, o trabalho assistencial de algumas religiões sustentam-se em braços tutelares nas noites escuras das dores, vertendo lágrimas amargosas, preparando-se para iluminar a pedregosa senda da virtude no intuito de respirar ares felizes do encantado lugar onde desdobram os lírios maravilhosos da esperança. Esse lugar luminoso, florido, perfumado pelas rosas da esperança, pela bonança benfazeja, onde a impureza não penetra, visto que os bloqueadores do mal entram em ação imediata deveria chamar-se Brasil. Tudo depende de nós, sejamos mais conscientes, experientes, nobres, cultos, educados, espertos, obediente as leis divinas ou não, façamos a nossa parte, vamos construir uma grande nave espacial trançando os escaninhos que nos levem ao destino chamado paz. Os impuros, os dedos-duros e os deleterianos deveram ser submetidos à quarentena como fazem os antivírus dos computadores. O homem deve refletir em sua atuação e tomar ciência de sua direção, para que possam encaminhar suas ações para um bem comum, e não perder a rota, a direção que é o verdadeiro caminho da paz e do amor. A terra, portanto, continua sofrendo os abalos que refletem em seu intimo e que transformam os acontecimentos do plano de sua estrutura física. O homem está interferindo em tudo que está em seu alcance, tanto assim que as modificações atmosféricas com a poluição estão dando outras investidas a seus habitantes. A vida do brasileiro se resume a fome, a violência, o descaso político, sofrimentos, inércias nas ações sociais, a ganância, os fatos geradores das catástrofes formadoras das grandes abluções que tomam conta da pátria brasileira.


ANTONIO PAIVA RODRIGUES- MEMBRO DA ACI E ACADÊMICO DA ALOMERCE


Paivinhajornalista
Enviado por Paivinhajornalista em 12/09/2007
Código do texto: T649190
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paivinhajornalista
Fortaleza - Ceará - Brasil
2269 textos (831326 leituras)
1 e-livros (164 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 01:44)
Paivinhajornalista