Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
    O SUMIÇO DO FEIOSINHO

Como usa muito pouco o celular ( um modelito bem antiguinho que só serve para fazer ligações e receber,é óbvio) atirou-lhe numa sacolinha de farmácia onde adquirira um medicamento de uso contínuo ,cujo nome sugere uma arma:
"LEVOID 38",este é o nome.
Seguiu até o supermercado onde fez umas comprinhas.
Ao retornar,guardou tudo em seus "devidos lugares" e foi para o facebook da vida.
Despertou na manhã seguinte,tomou o seu banho,encaminhou-se à cozinha para ingestão em jejum do dito medicamento.
Cadê os comprimidos ?
Sumiram, literalmente.
Procura daqui,procura dali e...
Nada!
Recorre-se ao São Longuinho:
"São Longuinho,São Longuinho!!! Mostra-me o Levoid que lhe dou tres gritinhos"
O Santo,fazendo cara de paisagem,certamente cantarolava aquele refrão da canção da Luka:
"Tô nem aí///Tô nem ai..."
Vinte minutos se passaram e com eles a desistência na busca ao objeto perdido.
Hora de sair para o trabalho.
Uma breve vistoria na pasta...Tudo em perfeita                ordem,ou...Quase !
Cadê o celular?
Procura daqui,procura dali,revira todos os prováveis paradeiros do feiosinho e...
Nada !
Apela-se para o aparelho da esposa no sentido de identificar onde se encontra o desaparecido.
O feiosinho toca em algum lugar da casa.Difícil é definir
onde?
Liga uma vez mais,outra,mais outra e tantas outras.
O som do feiosinho parece vir do além.
É na sala ! Diz a esposa.
Vai-se para lá.
O som fica mais distanciado ainda.
No quarto !
Também não era.
No  banheiro !
Idem.
Na cozinha ?
Agora o som,apesar de distanciado,soa com maior possibilidade de estar por ali.
Liga-se uma vez mais do aparelho da esposa.
O feiosinho responde no ato.
Os ouvidos de linçe do titular do aparelho vasculham o aposento.
Quase  tudo é revirado.
Abre-se a geladeira.
O som fica nítido !
Eis que...
Abraçadinho ao nefasto "Levoid 38" , o feiosinho tremendo de frio,todo encabulado, apresenta-se:
Havia pernoitado na  maior  farra entre laranjas,maçãs e pêssegos na gaveta de frutas.
No auge da alegria e
por esquecimento ,São Longuinho nem fora agraciado com os tres gritinhos.
Resumindo:
Depois de guardar celular e medicamento num lugar destes cabe aqui uma pergunta:
ISSO É NORMAL ???
Iratiense THUTO TEIXEIRA
Enviado por Iratiense THUTO TEIXEIRA em 06/12/2018
Código do texto: T6520804
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Iratiense THUTO TEIXEIRA
Irati - Paraná - Brasil, 66 anos
654 textos (43506 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/18 19:16)
Iratiense THUTO TEIXEIRA

Site do Escritor