Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
TROCANDO ALGUMAS IDÉIAS SOBRE A EXISTÊNCIA!!! – 2
 
Em devaneios na mente, lembro trechos numa estrada, sentava e, num estado de sonolência caminhava e encontrei uma conhecida que se chamava de Adassa...

Vez por outra caminhada naquela estrada e como se houvesse agendado, trocava algumas idéias com Adassa, de forma que já a chamava de conhecida, muito embora, conhecida apenas de vista...

Bem, o relevante é que, apesar de conhecer Adassa de vista, já que a família dela morava por ali, evitei sentar ao seu lado para que algum conhecido não saísse achando que seria algum tipo de relacionamento além de amizade...

O fato é que, fosse com quem fosse eu dava um jeito de começar alguma conversa e, achei interessante com uma observação daquela conhecida:

O homem é muito prático, conseguindo realizar grandes façanhas; Já a mulher consegue pensar de forma tão miuciosa sobre coisas da vida que até mesmo ao pentear o cabelo, consegue ficar tempos e tempos contemplando um simples fio que caiu do cabelo!!!

Continuando, direi:

Inicialmento, quero explicar a expressão:

Trocava algumas idéias com Adassa, de forma que já a chamava de conhecida, muito embora, conhecida apenas de vista...

Inicilmente, quero dizer que considerando o fato que colocam palavras em nossa boca, ao menos explico porque evito chamar com palavras, como por exemplo: amiga confiável, colega disposta a ir pra guerra ou botar a mão no fogo se necessário, etc... – dizendo ser conhecida, evito até que a mesma passe por algum tipo de constrangimento com fsmiliares, etc.

Em segundo lugar, me conheço o suficiente pra saber que não iria colocar em dúvidas as próprias intenções, mas quem sabe alguém da minha família (tenho irmãos, irmã, esposa, fihos, netos, outros parentes como tios, primos, sobrinhos, amigos e amigas adicionados (facebook), muitos colegas, conhecidos e, somente DEUS nos conhece por inteiro, melhor que nós mesmos...

Em terceiro e último lugar (até parece um sermão de três pontos), considerando que, como dizem lá no Sertão (já ouvia isso há meio século): seguro “morreu de velho”, antes do ponto final, espero haver tirado qualquer dúvida em relação a chamar nessa ficção, Adassa de conhecida...
fchagass
Enviado por fchagass em 20/01/2019
Código do texto: T6555247
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
fchagass
Garanhuns - Pernambuco - Brasil, 60 anos
10180 textos (511223 leituras)
1 e-livros (260 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/02/19 23:00)

Site do Escritor