Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ampulheta

Insatisfeito com a hora que chega, reclamando da hora que foi e ansiando pela hora que vem. Porque a felicidade não é o prato de comida sobre a mesa agora. A felicidade não é o estar, ela sempre será o que vem. O que está atrás da porta fechada, do lado de fora, caminhando para o encontro do amanhã.
Ela não cabe nas palavras urgentes. E se amontoa em um punhado de roupas que já não servem mais.
Desejada de ontem para hoje e é mal vista. Chega entregando de bandeja as novas horas e a finita oportunidade do agora. Mas ninguém nota. Todo mundo corre para o dia seguinte, a sexta que vem, o feriado apropriado. Que chega novamente como em toda a semana, e não é desfrutado como discursava. A ânsia pelo próximo nos tira o direito do hoje. E nos empurra de maneira gradativa para o encontro com o fim.
O tempo que escorre e contra quem a gente diz correr é uma ampulheta derramando areia sem parar. E sempre que agora não for hora e que o amanhã parecer ideal, chega-se perto da morte.
A pressa para encontrar a felicidade no depois, mata por hora.
Carol Santana
Enviado por Carol Santana em 20/01/2019
Código do texto: T6555469
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Carol Santana
Morro do Chapéu - Bahia - Brasil, 24 anos
238 textos (5650 leituras)
4 áudios (228 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/07/19 13:22)
Carol Santana