Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Máscaras e espelhos!


Achei engraçado quando assisti a um filme do Jim Carrey em que ele, quando colocava uma máscara se transformava, liberava o “ID”. Antes da máscara era uma pessoa que nunca falava o que pensava, nunca fazia o que realmente tinha vontade, mas quando a colocava todas as máscaras que ele havia criado sua vida deixavam de existir.
A máscara que ele usava lhe trazia o homem interior, fazia com que ele fosse verdadeiro, sem medos nem preocupações, sem vergonhas e sem inibição nenhuma e pouco interessaria para ele o que a sociedade censuraria nele. Esse era o que ele sempre quis ser em toda sua vida, o homem que vinha de dentro e que sempre ficou adormecido. Merece ser assistido novamente!
E isso é uma bela verdade da sociedade de hoje, criamos diversas máscaras atrás de um discurso. Elas são necessárias para nossa sobrevivência no mercado de trabalho, em nosso grupo vicinal, escolar e religioso e passamos anos e anos, muitas vezes sem saber, sustentando essas máscaras até para nós mesmos.
Interessante que a palavra “hipócrita, no original do grego (hipócrites) significa aquele que está por trás da máscara”. Por muito tempo ficamos sem nos conhecer e quando um dia pela manhã, aquele que sempre nos olha, derruba as máscaras, entramos em crise, ficamos sem chão, até surtamos! Sentimos vergonha do que vemos: máscaras que usamos uma mais horrível que outra. Além disso, mostra o tempo à brevidade da vida, a velhice e a fragilidade do corpo, e percebemos que sempre procuramos através das máscaras que criamos ao longo da vida esconder o que realmente somos: seres incapazes de enxergar suas limitações, seus sentimentos e suas emoções. Tudo para agradar ou atender a uma situação de momento.
O espelho revela o que somos na alma, ninguém te enxerga como você se enxerga de frente para um espelho, ali você conversa com sua própria face reproduzindo a conversa como se fossem duas pessoas, se olha, se percebe, parece coisa de maluco, mas é assim, ele é verdadeiro, pois não exige de você máscaras nem sorrisos falsos, nem palmas forçadas.
Lembro de certa estória infantil em que a mulher dizia “espelho, espelho meu existe alguém mais bonito do que eu?” E o espelho respondia a verdade rs... Ele realmente fala a verdade!
E as nossas vontades sempre sendo guardadas, tudo o que somos sendo escondido por trás das máscaras. Quanto tempo sufocado? Olhe no espelho e verás quem você é de verdade, se sentirá melhor sem os enxertos do dia a dia, sem tudo aquilo que foi incutido em você em toda sua formação, olhe simplesmente na pura concepção de meditar, se esvaziar de pensamentos e sentir quem você é.
Quando isso acontecer com você também saberá que vale a pena correr mais riscos, sem se preocupar com o amanhã, andar mais despreocupado, mais leve, sem carregar tantos problemas, como disse um amigo certa vez, “somos poeiras cósmicas e logo, logo tudo isso acaba”.
Todas as manhãs meu espelho me mostra verdadeiramente quem eu sou, sem acréscimos, sem enxertos e sem tudo o que é externo!


Fábio Beltrame
Beltrame
Enviado por Beltrame em 18/09/2007
Código do texto: T657526
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Beltrame
São Paulo - São Paulo - Brasil, 41 anos
46 textos (11132 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 04:46)
Beltrame