Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Carta de um gaúcho na Ilha de Florianópolis

        Que saudade abagualada do amigo!

        Estou aqui diante desse computador... e as ideias voam longe e me vejo, volta e meia, lembrando do amigo e daquelas risadas que sempre vêm junto! Bah... Quando me dou conta, estou de novo na frente dessa tela, peneirando as notícias da internet... Pareço até o meu avô materno –  deslocado no tempo – que sempre parava, depois do almoço, diante do rádio para ouvirmos o “Repórter Esso” e o “Correspondente Renner” e sigo analisando essas notícias uma depois da outra... penso que pré-filosoficamente – porque nunca vou renegar as riquezas naturais de minha origem bagual no meu amado Rio Grande!

        Parece até que estou ouvindo o relincho dos cavalos crioulos provenientes dessa tua região do Alegrete... Vêm do sudoeste para quem está nesta Ilha de Florianópolis. Não é alucinação, não... É saudade! Saúde do coração! Não me vejo ainda como louco de atar, Chê...

        Falo dos cavalos crioulos, mas sem se esquecer das éguas... Afinal, mal comparando, nesta semana, tivemos o Dia Internacional da Mulher e, hoje, faz um ano da morte da vereadora carioca Marielle Franco. A dimensão feminina da vida nunca pode ser esquecida... Os frutos, um dia foram flores... E nós sabemos de onde nascemos... Claro que só podia dar coisa boa!

        O feminismo já demonstrou que tem uma força poderosa e transversal. Tudo começou lá em Hollywood... Nada de condescendência com violência e desigualdade de gênero. Nenhum passo atrás ou contemporização. As mulheres estão muito atentas quanto aos seu direitos. No século XXI, elas tornaram-se sujeitos políticos, exigindo que suas perspectivas, visões e participação sejam levadas em consideração nas tomadas de decisão política. Invadiram os parlamentos... O que está em jogo é a verdadeira democracia real! E os descontentes que gostam de acionar o gatilho estejam bem conscientes de que esse passado não volta mais.

        Outra mulher que está sempre na crista da onda mas que – com todo o respeito – aparece sempre apanhando é essa tal de Thereza May, primeira-ministra da Inglaterra... Bah... Com dois anos e meio de intensas negociações, sob a sua liderança, para retirada da Inglaterra da União Européia, depois de quarenta anos de união estável, enfim, tudo voltou de novo à estaca zero com mais um fracasso na articulação de um possível acordo! O Parlamento e o governo inglês vão decidir pela separação sem acordo? Vão cancelar o divórcio? Haverá um segundo referendo? A Primeira-ministra irá renunciar?

        E o Rio Grande, quando é que vai voltar a afirmar nossa identidade? Voltar a subir montanha correndo e deixar de escorregar barranco abaixo... pagando salário parcelado... Que vergonha! Que barbaridade! Quem diria que um dia isso iria acontecer no nosso “paraíso terrestre”, onde nós,  filhos e filhas da terra, chegamos numa mesma música a cantar a Terrra Prometida e o Evangelho, o Antigo e o Novo Testamento – “onde tudo que se planta cresce e o que mais floresce é o amor!”

        Chê... prepara aí uma cavalhada buenacha, escolhida a dedo, solta das patas, bem encilhada que vou arregimentar uns amigos de Cuiabá, Fortaleza, Sinop e Florianópolis para participarmos do Desfile Farroupilha de 20 de setembro de 2019 com música, chimarrão, churrasco, danças típicas, conversas de galpão, muita alegria e tudo que a gente têm direito! E que nós possamos encontrar a ti e à tua família – como sempre – na busca da felicidade pelos “quatro costados”!

        Um grande abraço!
Miguel Wetternick
Enviado por Miguel Wetternick em 15/03/2019
Reeditado em 15/03/2019
Código do texto: T6598269
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Wetternick
Cuiabá - Mato Grosso - Brasil, 60 anos
49 textos (4833 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/03/19 06:44)
Miguel Wetternick