Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto



O dia a dia...




Quando caminho para o meu trabalho,geralmente,a minha mente viaja na velocidade da luz como se o mundo onde me situo não existisse e tudo não passasse de um mero sonho. Algumas vezes já até me ocorreu de pensar:..."estarei sonhando"? 

Porém, há ocasiões que as pessoas, os fatos,o cenário,me despertam profundas reflexões em torno da nossa vida,como seres humanos,aqui neste planeta Terra. As nossas contradições por exemplo...

Semana passada, numa destas idas para o trabalho,cruzei com um cidadão,amigo nosso, que, no passado tinha sido um beberrão inveterado, desprezado pela sua esposa em decorrência deste seu hábito de servir-se, abusadamente, de bebidas alcoólicas. O
fato é que ele, embora agisse assim, nunca se ouvira falar que ele a destratasse ou alguém da família. Muito pelo contrário; sempre fora um homem sereno, tímido, temperamento caseiro , quieto, mas gostava de bebericar.

Pois bem; a distinta não quís mais conviver com ele, que foi
obrigado a se retirar da sua casa e ir morar em um cômodo existente sobre o bar que ele possuía . Sim, ele tinha um bar.Eis a questão :..."macaco vende banana"?  Ele vendia bebidas!

Mas...como Deus escreve certo por linhas certas, um dia ele adoeceu e foi obrigado a deixar a bebida. Mesmo assim ela não o quís de volta. Ele foi se tratando,começou a fazer caminhadas e um belo dia, eis que retorna a nossa cidade, uma ex, do seu passado bem remoto. Sentiram-se felizes ao se reencontrarem e reataram um antigo sonho. 

A distinta chiou...e bonito! Fez bravata, esperneou, gritou, mas ele, firme e forte continuou com o ex, agora atual amor.Estão bem e felizes e a distinta sozinha. Então eu refleti: Será que se a distinta tivesse tido um pouco mais de paciência e tolerância, exercido o amor para com o homem que ela havia escolhido para ser pai dos seus filhos, eles ainda estariam juntos? Por que será que o amor se desfaz tão facilmente ante os pequenos obstáculos que surgem? Ou será que se desfaz por não ser amor? Por que os casais vivem juntos trinta anos e até mais, e depois, quando estão começando a adentrar as alamedas de uma idade mais invernosa, eles se separam? Não deveria o fogo da paixão,da atração física, do entusiasmo juvenil ser substituído pela ternura do companheirismo,da cumplicidade,da amizade,de um amor mais tranqüilo e sereno?

Nós seres humanos somos realmente uma caixinha de surpresas.
Mas eu acho mesmo,sem querer ser maledicente, que ele bebia para aturar a chatice da distinta.
Que Deus tome conta deles....







Agora vou nanar que daqui a pouco vou trabalhar.Boa noite e lindos sonhos.PAZ!


Imagem do site google
http://tecnicanteviviane.blogspot.com/2007/06/caminhando.html

Sônia Maria Cidreira de Farias
Enviado por Sônia Maria Cidreira de Farias em 29/09/2007
Reeditado em 03/07/2008
Código do texto: T672981
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para a obra original.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sônia Maria Cidreira de Farias
Jequié - Bahia - Brasil
2945 textos (222636 leituras)
1 e-livros (1013 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 00:06)
Sônia Maria Cidreira de Farias