Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Foi melhor assim







O hálito da noite ainda rescendia a álcool, quando te beijei pela última vez.
Vi uma lágrima rolando e tentando lavar o restinho de sangue no canto da tua boca.
E pela primeira vez, ouvi dos teus lábios a palavra “Adeus”...

Na segunda vez, foi com uma mala marrom nas mãos que teu hálito de hortelã veio me dizer que estavas partindo.

Resolvi que seria a última vez que eu veria aquela mala nas tuas mãos, de frente ou de costas, tanto faz, não queria vê-la mais. E fechei os olhos, numa atitude de abandono ao sonho, deixando-me levar pra longe enquanto falavas e saías.

Virei o corpo de lado na cama, dobrei o travesseiro pra levantar mais um pouquinho a cabeça, e fiquei pensando em como faria pra levantar dali. Sem vontade, sem força, sem motivo... meus motivos de viver foram contigo, naquela velha mala viajada.
Fiquei com meus sonhos, apenas.

O sol invadia o quarto. Manhã ia alta, quando o cheiro de café vindo da casa vizinha me fez lembrar que outro dia começava, que precisava ir-me também, antes que o mofo destas lembranças todas me assumisse.

Quero lavar o rosto, mas na pia do banheiro saem lágrimas ao invés de água, e ela parece chorar de saudade, já tão cedo, ainda manhã...

Escovei meu melhor sorriso, e coloquei na cara. Olhei no espelho, penteei os cabelos e os perfumei com sândalo. Vesti-me e saí.

E o sol, aqui fora, me dizendo o tempo todo:

Foi melhor assim, foi melhor assim....




Martha Lima
Enviado por Martha Lima em 29/09/2007
Reeditado em 29/09/2007
Código do texto: T673579
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Martha Lima
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 45 anos
32 textos (1148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 22:57)
Martha Lima