Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
 
Portadores de luz.
 
Nunca se viu tantos trabalhadores da luz como atualmente. Beleza, o mundo está se iluminando. Será? Quanto? Não sei, mas deve estar, certamente? Certo mesmo é que virou moda ser trabalhador da luz. A descoberta da luz interior suprime as sobras internas ou as sobras aderiram a moda e se vestem de trabalhadores da luz? Eu não tenho uma resposta precisa, mas tenho muitas evidências de que este é um fenômeno que está crescendo. Tudo vem muito bem, embalado, uma pitada de verdade para dar cor, sabor e um recheio de manipulações e interesses. Portadores de luz todos somos de sombra também, claro. Mas é preciso ter cuidado para não deixar que uns nos ofusquem com “tanta luz”, que nossa retina não consiga mais ver nada. Algo mais ou menos como quando olhamos diretamente o sol e depois ficamos momentaneamente sem poder enxergar direito, excesso de luz? É nesse momento que somos hipnotizados, exatamente como o que corre com a hipnose, e nesse instante abrimos nosso subconsciente e damos acesso aos “trabalhadores da Luz” para agirem como bem entenderem. Ingenuidade? Talvez, mas muito provável que seja a velha zona de conforto agindo e também porque “terceirizar a Iluminação” é uma ilusão sempre presente e bastante convincente.
Existe um sábio ditado que diz que na luta interna entre o lobo da luz e das trevas vence o que mais alimentamos. Então quando chegarmos a o fim da luta teremos paz, porém é preciso atentar para o fato que a luta cessa independentemente do lado vencedor, ganhe quem ganhar a luta acaba. Mas, não deve haver nada mais triste que na autopsia perceber que o lodo morto era luz.
Trabalhe-se, busque sua luz, busque ajuda e ajude, mas acima de tudo não entregue tua luz aos outros, cada um deve descobrir-se luz, tua luz deve servir para que o outro possa identificar claramente qual lobo deve alimentar. Muitos os autodenominados trabalhadores da luz, apenas servem-se da nossa luz, da nossa mais pura energia, e uma vez que conseguem acessar nossa confiança nos vampirizam continuamente. Para não tornar o processo tão evidente esporadicamente nos magnetizam, não da luz que possuem, pois são vampirizadores da energia alheia, para nós “iluminar” momentaneamente e logo em seguida voltam a servir-se da nossa luz, e assim nos prendem num círculo de dependência que nada contribui para o nosso crescimento.
Se necessário e sempre que necessário, busque sim quem possa te ajudar a identificar teus lobos, te ajude a alimentá-los corretamente e adestra-los, e te leve a verdadeira harmonia, mas nunca entregue o chicote que adestra os lobos na mão dos vaporizadores sob pena de ser aprisionado junto os lobos e ficar sob o domínio do teu próprio chicote.
Seja trabalhador da tua Luz, sempre! Nunca perca uma oportunidade de ajudar e sempre que necessário busque ajuda, desenvolva-se, aprenda, contudo, lembre-se que não é possível dar luz, sem possuí-la. Para receber luz é preciso sintonizar na frequência da luz e, não esqueça, é possível estar em paz e em harmonia apenas sintonizando na mesma frequência, seja treva ou luz.
A harmonia é obtida quando uma frequência se liga a outra frequência igual, mas isso não distingue treva de luz, este é o nosso aprendizado. Não é possível sintonizar na verdadeira luz, sem nunca a ter conhecido, o que nos torna presas fáceis dos falsos portadores na luz, pois nos levam a acreditar que o limite da luz é a que eles conseguem emitir. Consequentemente se entrarmos em sintonia com estes “trabalhadores de luz”, e principalmente quando nos convencem a entregar-lhe o chicote, podemos até obter paz e harmonia, mas nunca descobriremos a verdadeira luz.
Não sei quantos lumes estou emitindo, certamente muito menos que os possíveis, talvez minha luz mal ilumine o próximo passo, mas sei que a sombra do lobo da ilusão está enfraquecendo e é este o líder da matilha dos falsos trabalhadores da luz. Não pretendo me tornar um caçador de lobos nem de vampiros muito menos juiz o ditador de caminhos, apenas busco dissipar as ilusões e sintonizar frequência cada vez mais elevadas para que, se possível, compartilha-las.
Ah, se sou trabalhador da luz? Tudo o que posso dizer é que trabalho para isso, mas verdadeiramente só saberei quando me livrar de todas as ilusões, que são muitas pois constantemente somos iludidos e manipulados de forma a criarmos novas ilusões e continuarmos presos a elas.
Pense nisso. Boa Semana!
 
Jair A Pauletto
Enviado por Jair A Pauletto em 08/11/2019
Código do texto: T6790117
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Jair A Pauletto
Passo Fundo - Rio Grande do Sul - Brasil
872 textos (209905 leituras)
1 e-livros (2810 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/11/19 00:51)
Jair A Pauletto

Site do Escritor