Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESCRENÇA CIDADÃ


O nascer do sol a cada dia, é sempre uma lição; nos ensina que é uma nova chance para atinarmos o nosso comportamento, especialmente, mas tenho me tornado descrente e abatida, quando vejo entrar governos e sair governos, entrar nova legislatura e sair alguns congressistas e nada muda efetivamente, para o bem do brasileiro.

As dificuldades com o custo de vida são sempre característica de todos os tempos e o cidadão, aquele que é obrigado ao voto, depois de cada pleito, só encontra pessoas (eleitas) que querem se fazer mais importantes do que quem as elegeu e para isso não medem esforços, a partir da distância que colocam entre si e o povo, mais a vida boa e cara, que passam a ter acesso.

Nada muda a favor do cidadão chamado de "comum". Ele não passa de ser apenas útil na hora do voto e depois, tanto a legislatura quanto o governo, agem sem dó e dizem ser "para o bem do Brasil", mas o Brasil pode fazer mais pelos seus brasileiros, do que essa turma eleita, que não se mede na verdadeira importância que tem e nas suas responsabilidades.

Fico descrente de qualquer amanhã, já bastando os vividos que mostram que essa situação só piora.

A uma certa altura, quando Lula chegou ao poder, parecia que o povo teria vez, mas ao descortinar os bastidores da política petista, estava lá aquela maneira suja de fazer política - o mensalão e o povo não quis acreditar, dando outra chance para o então presidente, mas era verdade, tanto que mais adiante, veio o caso Odebrecht, tão sujo quanto e agora, esse mesmo Lula com a boca cheia dizendo depois de preso e solto, "Estou de volta!", por decisão do Judiciário.

O Brasil não dá esperança para ninguém, o povo vai sempre estar por fora e perdendo o que é seu, obrigado a entregar nas mãos de terceiros (com interesses até escusos), para gerir nossos destinos e nossas riquezas.

Ando contrariada ao ver hoje, alguns parlamentares que não fizeram nada, nada sobre esta maledita 2ª instância, chamando o povo para as ruas, porque se não tiver movimento na massa, ninguém terá motivação ou coragem para fazer alguma coisa.

Estamos piores do que antes a cada vez, sem entrar em questão mais séria que prefiro deixar de lado, porque entendo que não seja ingênuo quem lê estas linhas e se faz desnecessário.

Hoje estamos com um presidente eleito, não pelo que ele é, mas porque foi preciso votar contra o que o outro candidato representava...
Isso resolve algum problema?
Cada um que votou no Bolsonaro, foi só para ser resumido naquela sua fala: "Quem manda sou eu!"

Nem um, nem outro, nem nenhum que só saiba fazer política na maracutaia ou que tenha rabo preso em algum prego do escorregador.

Esse nosso sistema está corrompido, nada representa verdadeiramente a vontade do povo, nem garantido é a seu favor, sempre muito pesado cada novo dia que nasce no nosso horizonte.

*

p.s. Mais duvidoso do que as intenções do Lula, são as do seu articulador.

Ene Ribeiro
Enviado por Ene Ribeiro em 11/11/2019
Reeditado em 11/11/2019
Código do texto: T6792465
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ene Ribeiro
Goiânia - Goiás - Brasil, 57 anos
17478 textos (284679 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/19 18:54)
Ene Ribeiro

Site do Escritor