Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A REALIDADE QUE OBSERVO:


Há pessoas que não recebem ou não assimilam a educação de berço, que existe para adequar o indivíduo no convívio social e então, na vida adulta, começam a criam muita confusão...

Querem levar uma vida desregrada e teimam com a maioria para serem aceitos, na base do forçar a barra, porque agora principalmente, inventaram um tal de "politicamente correto", que passou a ditar as regras...

Mas a sociedade não aceita e como a lei determina que essas pessoas têm também direitos, o povo prefere preterir silenciosamente e deixa o elemento na sua espécie de limbo.

Geralmente essas pessoas são muito falantes, argumentam com palavras bem colocadas, colocam em xeque o pensamento do outro, querem ser aceitas no grito, mas na realidade, isso não funciona muito bem e elas acabam ficando "livres" como desejam, mas apenas em seus redutos, os mundinhos que vão se criando dos pares que estão no mesmo caminho.

Poucas pessoas conseguem o que pretendem e as que conseguem, passam a ter dois tipos de comportamento: um "certinho", como a sociedade exige, para estarem dentro das rodas que muito importam sim e outro à suas maneiras, sem as regras que regem o todo, onde costumam dizer popularmente, "soltam a franga" como bem querem.

Não estou falando de homossexuais, se assim parece por causa de uma ou outra colocação, mas de qualquer pessoa que não aceita a normativa social e enfrenta o mundo, sempre com um argumento que lhe parece razoável ou mágico, para justificar o seu absoluto desprezo pela decência;

É o caso de mulheres que se tornam piranhas, as que querem tornar normal o adultério, se envolvendo com homens casados, de bêbados que perdem a linha, de ociosos que não procuram ocupação, de homens que exploram mulheres, outros que as agridem e por aí vai!
Ene Ribeiro
Enviado por Ene Ribeiro em 10/12/2019
Reeditado em 10/12/2019
Código do texto: T6815384
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Ene Ribeiro
Goiânia - Goiás - Brasil, 57 anos
18212 textos (292838 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/01/20 02:58)
Ene Ribeiro

Site do Escritor