Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Os “farofeiros”

Gosto da autenticidade dos "farofeiros". Despregados de qualquer convenção social, constroem em torno de si e de sua comunidade um verdadeiro quartel de convivência singular.

Barulhentos, anti-higiênicos, seja lá o que for, ao chegarem à praia com suas provisões: apetrechos logísticos (redes, panelas, churrasqueiras, carnes, sal e som); filharada "caneluda e remelenta" e a indispensável garrifinha do "celular"... quanta felicidade!

Isso é que importa.
- "Farofeiro" à vista!

Quase sempre fugimos. Eles nos incomodam. Tenho impressão de que incomoda mesmo é o nosso papel profissional e status social. Lá, bem escondidinhas, na medula do inconsciente existem em cada amante da etiqueta, com certeza, conexões desejosas em lambuzar a alma de farofa.

Concluo esta apologia citando Osman Lins, em Problemas Brasileiros, que diz assim: "Só existem, no Brasil, duas coisas verdadeiramente democráticas: a praia e a literatura. Estão sempre abertas a quem chega e ninguém paga entrada".

A praia, infelizmente, não é mais. Alguns prefeitos começam a enxotar banhistas pobres (os "farofeiros" que levam frango assado para comer com areia). Mas a literatura continua sem prefeito, se bem que não falte quem se apresente para delegado.

AIRTON SOARES
Enviado por AIRTON SOARES em 07/10/2007
Código do texto: T683861

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor para o site http://airton.soares.zip.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
AIRTON SOARES
Fortaleza - Ceará - Brasil, 65 anos
243 textos (63131 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 17:11)
AIRTON SOARES