Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Piolhos do parlamento




Falas, falas e falas e falam-se tanto de aventuras políticas, julgamentos confusos, votos secretos e tais tolos sequer se preocupam em salvar da extinção os inúmeros idiomas ainda residualmente falados no Brasil. Bem que esses piolhos do Parlamento, certos debilóides de plantão poderiam, além de bem legislar, cuidar de salvar essas línguas do total extermínio.
O Ministério da Cultura, o que tem feito de responsável para que os últimos que falam as últimas não desapareçam e com eles, elas? Com a palavra o Sr. Ministro Cantor! Esperamos que haja novidades para o assunto aqui denunciado.
Até onde irá este país? Temos de Mestres e Doutores, tantos já, que, desgraçadamente, as grandes instituições de ensino não os querem contratar para não terem que pagar um leve acréscimo em seus salários. Que país é este que dá as costas para os educadores, não financia condizentemente seus cientistas, levando-os a saírem do país rumo à América rica ou à Europa?
Voto secreto! Isso é tolice perto do desaparecimento de uma língua indígena. Além de falarmos mal o Português, esquecemos a língua de nossas raízes culturais, enfeitando nossa árvore educacional.
O que é mais feio e deve mesmo extinguir-se do Brasil são essas licitações fraudulentas, os negócios escusos, ensombreados, os pleitos eleitorais horrendos, a fome, a miséria  e o descompromisso social do governo.
É verdade que metade das línguas corre risco de sumir. Quem isso afirma é um projeto financiado pela National Geographic. Elas são no total sete mil línguas, no planeta todo. Metade delas estará em extinção até o fim deste século, segundo o estudo. Uma média de uma língua morta a cada 14 dias. Que absurdo!Que civilização é essa?
Lingüistas brasileiros ainda dizem que a situação real no Brasil é pior, em relação a essas línguas ameaçadas, no que tange aos seus números.
Gostaria de terminar esta crônica / protesto na língua Canauê, falada apenas por 8 pessoas, em Rondônia. Pior ainda, e isso dói no cerne da alma, é saber que vivemos em um país que produz avião, lança foguetes, lidera ao lado de poucos a produção mundial de proteínas, possui uma imensa área geográfica! Custava nada ao governo fazer um exército de educadores dispostos a travar uma luta contra essa praga da extinção de tais línguas e financiar uma dezena de anos desses brasileiros  e salvá-las?
Vi em um importante programa de televisão aqui no Brasil, ano passado, uma reportagem mostrando os 3 últimos “velhos” sobreviventes de uma tribo indígena: dois índios e uma índia. A velha chegou a cantar algumas canções que seus antepassados cantavam para festejar algo ou até mesmo ir à guerra. Os meus ouvidos choraram, confesso. Quem me dera poder adentrar essas matas e ir, ao lado de outros seres humanos, caçar e registrar e aprender até a última palavra de uma dessas línguas em extinção!
Não adianta ser grande, poderoso, rico, se sequer sua cultura este país não defende  nem a conserva. Morrerá com cada uma delas que extinguir-se. Não poderá ser maior do que a desilusão de perdê-las todas.
Carece aos lingüistas brasileiros fazer um grande lobby junto aos parlamentares que não se consideram piolhos do Parlamento, no intuito de que nossas raízes sejam preservadas e todas as nossas línguas salvas. Como eu gostaria de declamar um poema em Canauê! Quem me dera! Fico a coçar a cabeça apenas em pensar nos piolhos da República, que nada fazem para erradicar os nossos grandes problemas sociais!


Paulino Vergetti Neto
Enviado por Paulino Vergetti Neto em 07/10/2007
Código do texto: T684104
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Paulino Vergetti Neto.(paulinovergettineto.blogspot.com/)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulino Vergetti Neto
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 59 anos
2398 textos (137199 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 20:15)
Paulino Vergetti Neto