Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Seu Zeca.

Seu Zeca ficou feliz em me ver depois de quase 3 meses. Não pela certeza de que finalmente venderia uma ou duas doses de conhaque em seu boteco, num vilarejo onde quase ninguém pára. Sua satisfação em me ver se devia ao fato de que Seu Zeca queria dicas de como usar o WhatsApp, enviar emotions pra namorada, uma morena 20 anos mais jovem que ele.
Viúvo, 58 anos, aposentado pelo exército, Seu Zeca era, até pouco tempo, mais um desses idosos alienados que passam dias ociosos, sem ter o que fazer, totalmente alheios ao mundo virtual. Mas ele ganhou um belo Samsung de um dos filhos que mora fora, descobriu o maravilhoso mundo da internet, e apesar do sinal chegar fraco à sua vila, ele está interagindo.
Saiu do marasmo, da mesmice, agora passa suas tardes inteiras online, papeando com parentes, amigos, namorada, etc...
Acho que parentes e amigos de idosos deveriam se dedicar mais a incluí-los no mundo digital. É um entretenimento que os livra da depressão, comum à velhice.
Lhe dei as dicas que pediu, lhe ensinei o que pude...bebí dois conhaques que ele fez questão de não cobrar, tamanha a felicidade com as novas descobertas que lhe proporcionei.
Vou embora encarando o lamaçal. O boteco do Seu Zeca mais uma vez não vendeu nada, mas garanto que isso não é motivo de tristeza pra ele...
Chico Rabelo
Enviado por Chico Rabelo em 14/02/2020
Código do texto: T6866281
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Chico Rabelo
Eldorado dos Carajás - Pará - Brasil, 46 anos
26 textos (296 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/02/20 22:49)
Chico Rabelo