Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Palavra Solta – a canção do porto

Palavra Solta – a canção do porto

*Rangel Alves da Costa


A canção do porto é canção de mar, é canto de areia, é melodia de brisa e de ventania. A canção do porto é molhada, é leve, é suave, mas também tempestuosa, afeita, temerosa. No porto a simbologia da chegada e da partida, do abraço e da despedida, das flores lançadas na areia das cartas velhas chegadas em garrafa. Por isso mesmo que a canção do porto é misteriosa, é como ilusão e verdade desconhecida. Uma canção que navega, que vai além, que alcança distâncias, mas também naufraga nos beirais das tristezas. Canção tomada de gaivotas, de maresias, de âncoras e de cascos das velhas e perdidas embarcações. Uma canção de farol e de grito de dor, de coqueirais ondulando e de conchas que ecoam segredos. Uma pedra lavada, um passo que caminha na areia, um rastro de alguém que passou, uma onda que chega para tudo apagar. E no castelo ali construído, ali nos grãos de areia molhados, o tudo que é para não ser mais.


Escritor
blograngel-sertao.blogspot.com
Rangel Alves da Costa
Enviado por Rangel Alves da Costa em 14/02/2020
Código do texto: T6866393
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Rangel Alves da Costa
Aracaju - Sergipe - Brasil, 56 anos
10492 textos (333210 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/02/20 18:21)
Rangel Alves da Costa