Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Missão do Jornalismo



A MISSÃO DO JORNALISMO


Na sociedade moderna cabe ao jornalismo a missão nobre, gratificante, mas às vezes ingrata de informar, entreter, e oferecer opiniões sobre os mais diversos assuntos de interesse do leitor.
 Ao informar um fato o jornalista procura ser os olhos de seu “cliente” tentando ser o mais fiel possível em seu relato, utilizando para isto todos os recursos audiovisuais disponíveis postos a seu serviço.
 Diante de imagens pouco há a se fazer a não ser reforçar a noticia com uma fiel descrição e opiniões obvias. É lógico que mesmo nestas circunstancias o profissional do setor pode usar criatividade na maneira com que relata o obvio ululante.
Quando se trabalha com jornalismo de opinião a coisa muda bastante porque o jornalista tem que se valer de dados disponíveis, muitas vezes incompletos e insuficientes para preparar com estes ingredientes pratos prontos para serem oferecidos à ávidos e esfomeados leitores, no self service das noticias.
O jornalista de opinião se vale em seu trabalho do faro jornalístico e busca ao defender suas teses todas as referencias e sinais que circularam e circulam pelo tempo/espaço de maneira que sua opinião possa refletir sua verdade pessoal honesta e sincera.
É por isto que o jornalista tem que procurar ser o mais independente possível ao desenvolver o seu trabalho.
À um fato que não possa ser comprovado com provas visuais e auditivas incontestáveis cabe as mais variadas interpretações. O leitor bem informado pode passar os olhos por estas varias opiniões e se deter naquelas que considera dignas de atenções, descartando as outras.
É muito comum entre os leitores se buscar nos jornais e revistas, articulistas de renomada e reconhecida competência e passarem ao largo daqueles que considerem fracos ou medíocres.
Existem cronistas que tentam sem sucesso dar nó em pingo d’agua  ao desenvolverem seus pontos de vista e estes pratos às vezes são tão indigestos que os leitores se detém nas primeiras linhas e vão fazer ao algo mais útil e interessante.
Como tudo na vida o jornalismo de opinião dependente de faro, coragem, ousadia e verdade não corrompida para ser reconhecido e respeitado pelo leitor.
O jornalista que procura manipular as informações para atender a interesses pessoais ou escusos é visto na praça como o comerciante que tenta vender produtos podres ou vencidos.
O profissional que quiser ser lido tem que reconhecer e aceitar as mesmas leis que constam no código do consumidor.
É preciso se respeitar a inteligência do leitor ao se escrever uma crônica e seria  bom para todo jornalista que se preze,  passar ao final de cada texto para o outro lado da sua mesa de trabalho, se colocar na posição do leitor e tentar engolir sua própria opinião.
Se ele conseguir fazer isto terá uma razoável certeza de que ninguém vai vomitar em cima do seu texto.

João Drummond
João Drummond
Enviado por João Drummond em 09/10/2007
Reeditado em 01/07/2011
Código do texto: T687345

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
João Drummond
Sete Lagoas - Minas Gerais - Brasil, 64 anos
178 textos (34739 leituras)
3 áudios (333 audições)
3 e-livros (299 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 15:10)
João Drummond