Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não gosto de gatos!

Nunca fui amante de gatos.Bichin chato. Prefiro  o cão, com sua lealdade, proteção e inteligência, não que os gatos não sejam inteligentes.Porem, por alguns motivos, não posso mais ter cães, e na solidão  do meu lar,eis  que descubro a presença de seres  indesejáveis saracutiando pela minha cozinha.Pelo tamanho dos vestígios,deduzo que seja da espécie  menor.Ai se inicia a guerra contra o tal roedor.Armadilhas,, chumbinho, feijões, cola etc e TD dia os vestígios estavam lá,debochando da minha cara. Então ,por desejo do destino, veio parar em minhas maos, um filhotinho de gato. Me aconselharam a adotar ,pois assim, os hóspedes indesejados não encontrariam mais ambiente seguro na minha cozinha.Querendo me livrar dos roedores, adotei o bichano.Ja disse que não gosto de gatos?
Pois é, mas com exceção de roedores, costumo tratar bem quem mora comigo. Uma chegada no pet shopping e saio de lá com ração para bebê felino, areia, kit xixi , sachês sabores carne, salmão, frango, legumes etc , e um brinquedinho que pelo preço,meu neto adoraria .E Vamos lá aprender a tratar. Banho sim; misturar farinha de mandioca na areia diminui o odor e facilita a limpeza, gatos preferem água corrente , e brinquedos baratos ,tipo,bolas de papel .Ah, e plante graminhas em potes, para eles limparem seus estômagos.Tirnei_me expert em gatos.Mas ,já disse que não gosto deles?Pois é, meu Tom, era chatinho. Desde o primeiro dia se aconchegavs no sofá ao meu lado,enquanto eu crochetava, subia em meus ombros como querendo descobrir algum erro no meu trabalho Tentava incansavelmente pegar meus novelos de linha para brincar ou apenas para ouvir minha voz brigando.
Dormia ao meu lado, digo, ao lado da minha cabeça,e teimosamente, voltava a cada vez que o tirava dali.Aprendeu muito rápido a pedir comida e esperar sua areia ser limpa.Seu instinto também o ensinou a caçar; os hóspedes  indesejados não deixaram mais vestígios,porém, por duas vezes Tom foi flagrado em atitude suspeita olhando as gaiolas do vizinho,(bem lembrado), talvez quisesse fazer amizade,mas ,na dúvida , portas e janelas fechadas.
Hoje Tom me acordou às seis da manhã com seu miado insistente,pedindo comida e areia limpa.Obedeci,como TD dia,e após  refastelarce,Tom, se lambe por alguns minutos e cai em seu sono tranquilo.Faco _lhe uns xamegos, pertubo seu sono,para ir às forras, acaricio seu pelo bege clarinho e puxo seu rabo e suas orelhas marrons delicadamente,meu gatinho é um vira_latinha muito lindo.Deixo ele ali curtindo seu sono,e vou cuidar de minhas plantinhas, em seguida, descanso no sofá e cochilo.Acordo e estranho não encontrar Tom literalmente em cima de mim.Busco pela casa toda, chamo, xingo, choro.Choro, porque não gosto de gatos, não tenho que ficar procurando gatos.Mas ele ainda é um bebê,e meu neto adora ele.
Tom não foi embora, estava tentando marcar território, e com certeza alguém que ama gatos o levou.
Ele tem apenas três meses,e estava comigo há um mês.Eu não gosto de gatos, mas eu queria tanto ve_lo entrar por minha porta .
Te espero Tom.
Que te cuidem bem.
Ngangalecy
Enviado por Ngangalecy em 26/03/2020
Código do texto: T6897992
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Ngangalecy
Duque de Caxias - Rio de Janeiro - Brasil, 62 anos
66 textos (5451 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/04/20 10:46)
Ngangalecy