Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

....." Para a mulher que eu amo....."



      160    por hora........
      Nem vi  as placas....., minha ansiedade para te ver era tão grande
que nem vi  a estrada, nem vi os avisos de cuidado...so via você   na
minha frente..., com seu sorriso, seus olhos, suas mãos...., minha mão
no meu volante, minhas mãos em você...., e 5 marcha, reduzida...e eu
como uma flecha indo em sua direção...
     Meu carro como um raio, um cometa indo pra você, pra perto de vc
pra sentir seus braços acolhedores, macios......, e eu ancioso, tenso e
ereto, sentindo meus musculos rijos na sua mira....., eu sou seu...
     Você é a mulher que eu amo, como pétalas de uma rosa amarela e
aberta para mim, num jardim encantado.....laranja....cheio de mil e um
perfumes....nada podería me deter....nem polícia, nem barreiras....,eu
sou seu....., e sendo assim, estou pra você meu amor..., no radio uma
música encanta minha saudade....minha vontade de poder acolher vc
em meus  poros, na minha boca....receber você no meu orgasmo real
receber você dentro do meu coração...
    Sabia que seu coração estava ancioso por me ver...me receber e
se deitar comigo como uma noite escura se deita nos campos para receber a lua...., toda minha....toda nua....em pêlo...no cio...., assim
inteira pra mim...
     
    Passei  por cidades, vilas e bairros, estados....passei por tantos
caminhos para poder estar sempre dentro de você...,pra beijar sua
pele, melar você  por dentro....
    Cigarro nas mãos, volante na ponta dos dedos, pé na tábua e eu,
correndo  pra chegar, voando pra estar sentado como uma estátua, o
seu nada...seu nada apaixonado..seu tudo..., corri assim pra olhar o
seu sexo ....por dentro....
    Larguei tudo, de onde eu estava parti em seu rumo, fui direto na
sua onda curta, como seu homem  apaixonado....., apenas para ser
seu...., para pode sentir meu coração vibrar batendo junto ao seu, e
eu.....nem sabia que amava tanto seu amor...
    Placas...freios...meios ...fins....curvas, vidas, volante e eu...seu
amor....alí.....,sangue nos lábios..mãos soltas, não no volante..soltas,
meu corpo ainda quente, por algumas horas estaría assim, vivo pelo
calor, como um trem que ainda estava parando, meu  sangue lentamente corría nas minhas veias, parando lento.....calmo....assim
eu longe de você.....no fim...., toda minha história desde 1966 alí...
suas mãos me esperando...e outras mãos me segurando, retirando o
meu corpo que era seu do carro que era meu....da vida que era minha
naquele fim de linha ...., a xícara de café...vc anciosa me esperando
olhando na janela...o carro que nunca chega, as horas passando...e
nada de mim....será que eu não venho...onde estou?, onde estará ele
meu amor....
   No telefone alguem te liga e diz: Letícia...ele não vem.., ele se
   foi.....


  * T.
trindade
Enviado por trindade em 12/10/2007
Código do texto: T690820
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
trindade
Blumenau - Santa Catarina - Brasil, 39 anos
391 textos (28036 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 06:04)
trindade

Site do Escritor