Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A mulher!

Mulheres como são lindas! Lembro da minha mãe quantas saudades tenho dela, o amor que elas nos passam do nascimento ao termino de nossas vidas, sempre amamos essa mulher.
Quando criança na dependência da mãe em tudo, essa figura que jamais é apagada de nossa mente, este amor caloroso que nos traz a vida, todos os cuidados na infância como é gostoso se sentir amado por ela. Todos os dias ao acordar o primeiro rosto que via era aquele da minha mãe me transmitindo amor, segurança, conforto e uma paz maravilhosa, ela que me embalava cantando músicas de ninar para tirar aquelas horríveis dores de barriga, como era gostoso aquele carinho.
Ela que nos apresenta tudo nos primeiros anos de nossas vidas, como a figura do bicho-papão, da cuca, mas como ela tem o poder de nos livrar deles, com a força do amor de mãe, e está força que da a coragem de enfrentá-los durante a vida inteira.
Ah! Quantas saudades tenho dela que me colocou no mundo, a amo de paixão com todos seus defeitos isso quando consigo enxergar alguns nela, tenho saudades de nossos momentos de felicidade juntos.
Os dons que Deus deu as mulheres de serem mães, elas foram abençoadas por Ele, o próprio Criador que se fez homem e nasceu de uma Mulher engrandecendo está criatura que é obra de suas próprias mãos. Elas são fantásticas!
Nós nascemos amando uma mulher e morremos amando outra, uma como progenitora e outra como adjuntora este presente de Deus para constituirmos família termos filhos, aprendemos amar a Mulher de duas formas diferentes, uma na forma de mãe com o carinho de nosso nascimento, e a outra na concepção Eros a esposa.
O que seria de nós sem essas mulheres? Pela qual fomos abençoados por Ele!
A mulher além de todos esses dons tem alcançado seu espaço e ganhado corpo no mundo com suas conquistas, seja no mercado de trabalho, no meio político e social, mas infelizmente em algumas partes isso não vem acontecendo, haja vista nos países do Oriente médio onde são obrigadas a viver escondida em burcas e sem nenhum direito de se expressar, por pertencer a uma cultura que as obrigas a essas condições ou pela ignorância do “homem”.
Muitas estão atuando para mudar este quadro, elas estão vencendo essas hostilidades com força, e mostrando ao mundo que sem elas o conjunto não existiria.
Obrigado Criador pela mulher que fizeste para que nos educasse na infância, e a que nos deste por mulher para amá-la e respeitá-la até que eu termine!


Fábio Beltrame
Beltrame
Enviado por Beltrame em 15/10/2007
Código do texto: T694720
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Beltrame
São Paulo - São Paulo - Brasil, 41 anos
46 textos (11132 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 13:25)
Beltrame