Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Faixa etária da conversa

   A idade da gente é uma coisa interessante. Tem fases da vida da gente que encontramos os amigos para falar de joguinhos de vídeo game. Depois a gente só sabe falar em vestibular. A escolha pelo curso, fulaninho que passou, fulaninho que rodou e a nossa classificação na segunda tentativa de uma Universidade Federal. Cursinhos, garotos, bundas e coxas. Os mais variados assuntos em torno do universo adolescente.

   O tempo vai passando e os assuntos denunciam que a idade está avançando. As perguntas vão mudando para onde fulano abriu o consultório ou o escritório, para onde beltrana foi transferida, o que o ciclano anda fazendo da vida.

   As respostas são as mais variadas possíveis. Fulano está em outro país, casou e se separou. Beltrana foi transferida, casou e já tem dois filhos. Ciclano não está fazendo nada no momento mas está esperando passar num concurso para fazer alguma coisa de diferente que não seja coçar o saco às custas dos pais dele. E por aí vai.

   O tempo passa mais ainda e um dia começamos a perguntar para nossos filhos de quem o amiguinho dele é filho para a gente se localizar no tempo e no espaço.  As conversas giram em torno do universo de nossos filhos. O meu, o seu, o nosso. Os novos lançamentos de joguinhos de vídeo game viram objeto de nossas conversas.

   Então encontramos os fulanos, beltranos e ciclanos do passado levando seus filhos para fazer vestibular e passamos horas dando ótimas risadas relembrando os assuntos dos nossos vestibulares, das coxas, das bundas, do cursinho e de todo o tempo bom que não volta mais.

    Vai entender o ser humano! Tudo depende da faixa etária da conversa. Conversar as mesmas coisas por um ângulo diferente à medida que vamos amadurecendo.

   O brabo é quando os assuntos viram a minha osteoporose, a tua e a nossa. Aí o caso fica no mínimo preocupante.
Renata Miranda
Enviado por Renata Miranda em 19/10/2007
Reeditado em 19/10/2007
Código do texto: T700782

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Renata Miranda
Caçapava do Sul - Rio Grande do Sul - Brasil, 37 anos
44 textos (10964 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 18:34)
Renata Miranda