Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Viagem...


... ou Delírios de uma Alma Passageira!

 

 

            Minhalma nasceu com muitas ambições que foram sendo desbancadas pelas amarguras colhidas no decorrer do vagar por esse mundo.

 

            Fui deitando pedaços, lançando sementes, colhendo afetos, abandonando ilusões; enquanto o corpo era moído pelos espinhos e pedregulhos da jornada.

 

            Subi certa feita em um morro e, apenas descobri, que mais adiante havia outra montanha.

 

            Parei algum tempo no abrigo de uma família que construí. Assentei-me, levei vida digna e os filhos se foram, acomodar-se longe de mim.

 

            Quando me olhei, em um reflexo grampeado na água, percebi rugas e cabelos brancos. Minha companheira parecia mais jovem, muito mais jovem.

 

            Não a merecia e comuniquei-lhe que seguiria por aquela estrada. Fiel, decidiu acompanhar-me.

 

            Novos morros encontramos, fizemos amigos, e, a determinada altura, fomos chamados a voltar. Netos nos esperavam.

 

            Fiquei na beira da estrada, via jovens e intrépidos viajantes a passar.

            Por mais de uma vez quase fui com eles.

            Olhava para minha esposa e seu sorriso continuava a me acorrentar.

            Ficou comigo até o momento final.

            Parece que fechei os olhos, mas, estranhamente, continuava a enxergar.

            Levantei-me do leito de morte em minha última sesta.

            O espelho dágua refletia um rosto jovem.

            A esposa debulhava-se em lágrimas.

            Pessoas, amigos, vizinhos, vieram e acenderam velas ao redor de um caco que não reconhecia.

 

            Notei que podia continuar por aquela estrada e que, agora, livre de um peso incômodo, iria mais rápido.

 

            A esposa, envelhecida, era uma nota de tristeza.

            Decidi esperar por ela o tempo que necessário fosse.

            Não tem graça nenhuma viajar sozinho...

Jurandir Araguaia
Enviado por Jurandir Araguaia em 27/10/2007
Código do texto: T711962
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Jurandir Araguaia é escritor goiano e publica regularmente no sítio:http://www.jurandiraraguaia.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jurandir Araguaia
Goiânia - Goiás - Brasil
924 textos (84424 leituras)
6 áudios (95 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 23:12)
Jurandir Araguaia