Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Pluralidade




Não posso ser para João o mesmo que sou para José. Não posso falar com Maria, o mesmo que falo com Ana Lúcia. Não posso dar meu sorriso de Pedro para Marina. Não posso abraçar Antonio com o mesmo ardor que Narciso.

Então, sou plural. Não posso usar em um dia de frio, a mesma sandália de saltos finíssimos que uso em uma tarde de verão. Não posso querer que o Inverno tenha o mesmo colorido que a Primavera. Não posso dar a todos, o beijo tão reservado ao meu amor.

Então, sou pluralíssima. Não sou dual, sou plural. Posso dançar conforme qualquer música que toque, posso agüentar o tranco mesmo que as in-verdades tentem me atingir em cheio. Não conseguem. Escapo. Escarneço e de novo apareço pra dizer que estou sempre aqui, pronta, inteira, múltipla, sempre com um sorriso novo, com um caminho novo a ser percorrido, mas somente por quem tem coragem de assumir que os riscos, podem sim, alegrar a vida.

Se se sentar a beira mar, olhar os passantes sem molhar os pés fazem a alegria de muitos, para mim, é necessário pular as ondas, ir para altos penhascos, voar com as gaivotas, ver a terra lá de cima, de onde a luz faz morada, e cair vertiginosamente sabendo arremeter vôo sempre que necessário.

Sou sim, múltipla. Posso fazer muitas coisas ao mesmo tempo, cantar, falar e ouvir, sem me perder. Posso sim, atingir sua mente, criar conceitos, abalar seus alicerces, e apontar seus erros, e você irá me ouvir e calar. Posso sim, criar ondas mentais e chegar até você, porque afinal sua mente está aberta, perfeito receptáculo para minhas vibrações. Então, continue sendo única, pobre em razões, cheia de afetações que eu estarei sempre ai, a assustar, talvez até mesmo a cutucar, fazer ver que o seu tempo é curto, proibitivo, e que a vida cobra altos tributos a quem não acredita nos sonhos.
Fátima Batista
Enviado por Fátima Batista em 04/11/2007
Reeditado em 01/12/2007
Código do texto: T723519
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Fátima Batista
Santo André - São Paulo - Brasil, 58 anos
1461 textos (77095 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/03/21 22:55)
Fátima Batista

Site do Escritor