Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A casa

A casa no fim da esquina não era pequena nem grande. Nasceu como mais uma na linha sucessiva, coexistindo medianamente pacífica.

Não abrigava pouco, nem comportava o excesso. Apenas sobrevivia. Assim como muitos de nós, em nossas várias versões... somos como ângulos ou formas afins; rios que deságuam em oceanos; atores ou meros espectadores.

Enfim, pessoas que conhecem as janelas e, com elas, os sonhos mas, que em certo ponto, lidam com as portas, entendem seus limites. Concepção de que cedo ou tarde, daremos adeus às buscas insensatas e ficaremos suspensos. Em aparência, substanciais, no entanto, assustadoramente frágeis.

De um lado, a vontade de correr. Do outro, a responsabilidade em ficar. À margem, alguns se vão. Partem ansiosos em direção ao que não souberam definir, foi desafio e arriscaram tudo, por temer um dia ser nada.

Ah, mas no horizonte que se estende plano, muitos permanecem sem escolha. Nitidamente reais e ainda assim opacos.

Com a casa, deu-se a mesma história, pois, embora almejasse o topo da montanha e questionasse as quedas irregulares, ficou estática no meio do caminho. Parte concreta da visão que compartilhavam as outras mesmas casas. São tantos vizinhos, que os telhados se confundem, formando, no todo, uma só expressão. Traços inacabados de cimento que constituem cercas civilizadas.

Há paredes de novas e velhas roupagens; as que refletem pinturas delicadas, as que apresentam reboques e cascas, muros que através de uma fina camada, encobrem ruínas. É a cidade, sussurrou o tempo... com seres e caminhos pertencentes a uma mesma estrutura.

Durante o dia, o sol reflete as diferenças sociais, culturais, arquitetônicas. Porém, durante a noite, quando só se ouve a voz da montanha, a cidade é una, um só cenário compondo a junção de todas as luzes. Luzes ofuscantes, momentaneamente, indivisíveis. Cada luz uma vida... mas as vidas, infinitamente superiores às luzes.




Bruna Longobucco
Enviado por Bruna Longobucco em 09/11/2007
Reeditado em 13/11/2017
Código do texto: T730145
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.brunalongobucco.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Bruna Longobucco
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
59 textos (2895 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 17:10)
Bruna Longobucco