Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sala de espera

Entro, sento e procuro me encolher bem
na esperança que não me vejam.
Ando assim, gostaria de ser invisível.
Até a pouco tempo conversava, não o faço mais.
Um sujeito com o celular parecendo que estava em seu escritório
cada uma.Entra um casal, o velhinho parecendo criança
e querendo conversar a todo custo.
Se dirige a secretária:Olha por que você não faz greve, deve ganhar
pouco, há não pode?
Pena deveria.
Olha para o homem do celular, você é viajante?
Trabalha muito estou vendo.
Olha para a janela e diz ,vocês vão ter que se mudar
aqui vai ficar muito escuro.
Então vão se mudar, que bom vai ficar mais perto.
Começa uma forte chuva, é não tem jeito não
olha como está molhando, tem que colocar calhas.
De novo ao moço do celular, eu te conheço?
Sim moramos perto mais de vinte anos.
Foi mesmo?
Está diferente, emagreceu.
Vai a um canto da sala e se entretem com
o extintor de incêndio, leva bem uma hora
examinando, se aprovou ou não, não sei.
Chegou a minha vez, entro , e lá vem mais
receitas e remédios.
Se vão adiantar , não sei.
Fazer o que?
martamaria
Enviado por martamaria em 18/11/2007
Reeditado em 18/11/2007
Código do texto: T742155
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
martamaria
São Paulo - São Paulo - Brasil, 72 anos
1159 textos (60166 leituras)
1 áudios (587 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 06:02)
martamaria