Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
DOENÇA DA JUSTIÇA



E o “juiz”, "perito em medicina do trabalho" avalia e sem conhecer seu dia a dia, sem amortecer o golpe, 
baixa o martelo impiedoso e proclama: Proporcionalidade!

Para triste constatação, o juiz não foi o perito.

Foi uma funcionária que reavaliou, rabiscou e refez sua contagem no processo.


Afinal seu mal não é AIDS

Segundo o parecer que ela vomitou em sua cara, "a srª se aposentou porquê quis"...


Seu mal é ter escolhido mal a profissão! 
Seu mal foi desde os quinze anos ter acreditado no Governo Federal e no Mobral.

Seu mal, foi não ter averbado o tempo de serviço da escola que faliu e não recolhia INSS.


Seu mal foi ter feito madrugada afora, planos para melhorar o ensino. 

Seu mal foi ter participado de projetos educacionais, que sequer levaram seu nome, pois estava substituindo a diretora.

Seu mal foi ter deixado o filho aos cuidados de outros, mesmo doente, com crise alérgica e engolindo o choro, ensinado aos outros meninos com o coração apertado...

Seu mal, professora, foi ter acreditado nos discursos inflamados dos políticos e sindicalistas que proclamavam:

EDUCAÇÃOSAÚDE e SEGURANÇA
 
essa é a prioridade!”

Quem mandou ser idiota?

Acreditar?

Agora é apertar o cinto e rindo prosseguir, pois se chorar a vida impiedosa vai rir na sua cara!


Vídeo aqui:
>AO MESTRE COM CARINHO<
INEZTEVES
Enviado por INEZTEVES em 17/03/2013
Reeditado em 08/04/2013
Código do texto: T4193371
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
INEZTEVES
Japeri - Rio de Janeiro - Brasil
1381 textos (113936 leituras)
290 áudios (28912 audições)
2 e-livros (117 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/01/20 05:44)
INEZTEVES