Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DEIXE A LOUÇA

Hoje não por favor!
Vamos sair?
Será breve!
Ou como queira!
Isto não é um pedido, é uma súplica,de quem despertou angustiado com a soma dos fatos!
Te vejo todos os dias na desenfreada luta!
Quando é seu descanso?
Hoje me interroguei!
Não sei!
Ja vi agradecer a Deus por chegar em casa, para descansar!
Mas aí vem a controvérsia a gritar, entre a atitude e o fato!
Não! Você não descansa nunca!
E quem te atribuiu esta educação do cuidar sempre?
Mulher, que ser é este?
Mãe, irmã,tia,prima e por aí vai...
A feminilidade cuidadora um dia despertará!
Parece um instinto materno, pois não há imposição!
Se houver, já existe um erro absurdo dentro da falta de respeito ao outro!
Mas vem uma vontade enorme de acudir!
Cotidianamente!
Nos deixaram mal acostumados dentro da ideia social!
Ricos ou pobres!
Mêsmo que houvesse um lava louças,seriam vocês mulheres a colocar e retirar as vasilhas!
Parabéns aos maridos que fazem e podem fazer!
Vai,deixa que eu faço!
Quantas vezes pedi!
É quantos nãos recebidos unidos de uma crítica defensiva!
Você não sabe fazer!
Só para poder continuar em paz na sua luta!
Pode ser verdade, não me foi dado a prática diária!
Queria mudar isto!
Não é nenhum dever, acredite será mais uma contribuição!
Bem o sabes!
Mas tá aí no íntimo feminino!
Não é!
Agrupa a necessidade do lar!
Quanto tempo foi assim?
Sempre!
 Não é mesmo!
Só penso assim, numa forma de recompensar e minimizar o remorso!
De lhe ver assim; sem parar nunca!
É estranho, inaceitável!
Tenho que retribuír de alguma forma!
Penso que:
Se não for você, será outra guerreira a ser paga por tal ato!
Uma faxineira!
Este é o nome dado a quem talvez te dará o descanso!
Mas esta mesma mulher, identica a você  chegará em casa e não deixará os afazeres para depois!
É possível que haja a mesma quantidade de louças e vasilhas acima da pia na casa desta mulher!
Talvez chegue faça um café, como um pagamento do chegar em casa e sentar um pouco,uma espécie de falso descanso!
Talvez coma um pão e mergulhe as mãos abaixo da mesma água fria na cozinha!
Hoje ,valorizo muito a  minha mãe, minha esposa e todas as mulheres do lar que dão sua existência em prol do outro!
Apartir de hoje será o lema!
Usou,lavou,guardou!
Se você deixar!
No meu cansaço, vindo de um árduo trabalho, recostei no sofá e entre o sonho é  o barulho da televisão ligada, ouvia um som  intermitente de água e metal! Me permiti estar ali,mas não consegui deixar de ouvir!
 Poucos intervalos e recomeçava tudo novamente!
Vez em quando ouvia um suspiro por uma pausa ou alegria de ver terminando o serviço!
Ontem tinha escutado o mesmo som!
Antes de ontem também!
Por isso te peço:
Hoje não!
Vamos sair um pouco e dar um intervalo de teus afazeres!
Deixe a louça para depois, sairemos  um pouco, gostaria que desse um verdadeiro intervalo de tua luta!

(Do meu livro: Escultor de Frases)
( Conclusão)
( Autor: George Loez)
George Loez
Enviado por George Loez em 28/06/2018
Código do texto: T6375859
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
George Loez
Barbacena - Minas Gerais - Brasil, 47 anos
119 textos (2168 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/11/18 17:31)
George Loez