Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUE PAÍS É ESTE?

Ninguém ouviu o brado às margens do riacho cujas margens já não são tão plácidas assim... O povo heroico brada até hoje. Este grito deveria ser um pouco mais retumbante. E esse tal de “sol da liberdade”, está na hora de brilhar. Caso tenha brilhado naquele instante, em seguida parou de brilhar.

A igualdade! Oh! A igualdade! Onde está? Aqui? Ali? Desconheço!

A pátria é amada. Ah! Isso eu concordo! Mas é só por alguns... Viu!

Céu risonho e límpido, só se excluir o de São Paulo.

Gigante o Brasil é. Pela própria natureza. Pelo menos na extensão territorial e por enquanto, só. O vejo pequeno em muitas coisas... Infelizmente!

O Brasil está ou esteve deitado eternamente em berço esplêndido? Qual? Quem?

O sol do novo mundo passou longe!

Se o campo tinha mais flores, Arrancaram todas...

Paz no futuro. Será que estarei vivo pra assistir isso...

E a justiça?
...

Eh! Brasil! Eu te amo, mas a descrição no hino, me perdoe, parece de outra terra.

Assim eu choro a quase “morte” do meu país.

Se você enxerga diferente, respeito.
                                     
                                        Ênio Azevedo.
Luciênio Lindoso
Enviado por Luciênio Lindoso em 23/05/2019
Código do texto: T6654562
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Luciênio Lindoso
Zé Doca - Maranhão - Brasil, 49 anos
813 textos (12530 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/10/19 16:53)
Luciênio Lindoso