Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O lugar onde vivo (Memória) Amada rua

Naquele tempo vivíamos como se não fôssemos crescer, como se a infância fosse permanecer para sempre em nossos corações, pois a inocência e a alegria de ser criança é o que nos mantinha apaixonados pela vida.
Lembro-me com precisão a famosa Rua 21 de abril, chamada assim em função da homenagem histórica feita à figura do herói Joaquim José da Silva Xavier, popularmente conhecido por “Tiradentes.” Essa rua ficou marcada em minha vida, pois todos os dias ao chegar da escola, reunia os amigos da vizinhança e juntos íamos jogar bola na rua em frente à casa onde morava.
Não nos preocupávamos com nada, em meio a carros, motos, pessoas... lá estávamos nós, prontos para nos “enfrentarmos”. Três contra três, às vezes dois contra dois... Como como em qualquer partida de futebol, quem fizesse mais gol vencia o “baba”. Aliás, baba, era o nome que davam ao futebol amador naquela época.  Nos divertíamos muito naquela rua. Todo dia era dia de jogar bola e reencontrar os amigos. Era um alvoroço só...
Mas como nem tudo são flores, tínhamos lá também nossos momentos de tristeza. Quando a bola caía no quintal da casa de algum vizinho, ou batia na porta, ou até mesmo atingia o telhado da casa de alguém, aí a confusão estava feita. E o pior de tudo é que se caísse na casa de algum zangado, o mesmo não queria devolver a bola, nos xingava, ameaçava falar com nossos pais, dizia que ia cortar a bola. Nos chantageava de qualquer jeito, mas no final acabava cedendo e nos devolvendo.
Você pensava que nós nos intimidávamos com isso?  Que nada! No outro dia lá estávamos nós, novamente no mesmo horário e no mesmo local. Foram inúmeras vidraças quebradas, vizinhos insatisfeitos, bolas apreendidas, mas ao final tudo acabava bem.
Ah, Rua 21 de abril... Rua dos meus pais, até hoje moram lá. Eu me casei e mudei para outra rua. Quando chego lá para visitá-los, me vem à tona muitas e boas lembranças daquela época de uma infância vivida verdadeiramente, éramos felizes e aproveitávamos cada segundo. Hoje, muita coisa mudou, a rua não é mais a mesma, chegou calçamento, energia elétrica, muitas coisas foram construídas, muitos amigos foram embora, a violência chegou...
Enfim, mudança total. Mas o que vivemos naquela época, naquele tempo e principalmente naquela rua, ficará marcada para sempre em minha memória.

Lucimário F. Xavier
Lucimário Xavier
Enviado por Lucimário Xavier em 01/09/2019
Código do texto: T6734494
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lucimário Xavier
Canarana - Bahia - Brasil
88 textos (1259 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/09/19 14:11)
Lucimário Xavier