Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Seria o homem um produto do meio? Diálogo fictício entre os filósofos Rousseu e Platão

Em minha opinião, caro Platão, o homem é produto do meio, pois nasce dentro de um contrato social definido que acaba por defini-lo.
Veja, Platão. Ainda que em hipótese o homem pudesse já nascer bom, seria ele sempre corrompido pelo meio e só lhe restaria reproduzir as crenças da massa onde foi inserido. Quando muito, adquire o que ousa chamar de “senso crítico” e passa a rejeitar tudo que está posto, caindo num outro extremo, o do ceticismo total. Assim se resume a humanidade, duas massas: aquele que segue e aquele que nega tudo.

Nao vejo dessa forma, caro Rousseau. Para mim, o homem carrega em sua Alma a potência do bem,  belo, justo e verdadeiro, mas nasce tendencioso ao egocentrismo, posto que possui os instintos animais consolidados, mas uma ética ainda por des-cobrir. Penso que tens razão quando diz que o  meio onde vive será de grande influência, mas não acredito que isto seja determinante, pois, se tiver uma forte vontade ou se se tiver bons educadores, estes poderão lapidar a mente egocêntrica do homem, eduzindo de sua alma o seu senso ético e estético que existiam em potencia, mas precisavam ser lapidados.
Assim, o homem não nasce uma tabua rasa. Também não nasce bom, nem mal, mas tem os dois lados dentro dele. Tem a raiz do mal na superfície da personalidade(que é o egocentrismo) e a raiz do bem no fundo da Alma(que são os arquétipos de bom, belo, justo e verdadeiro).
Desta forma, o homem é influenciado sim, mas não necessariamente produto do meio, pois é capaz de construir a si mesmo no exercício de suas escolhas.
Atma Jordao
Enviado por Atma Jordao em 03/02/2020
Código do texto: T6857439
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Atma Jordao
Santos - São Paulo - Brasil, 41 anos
48 textos (726 leituras)
2 áudios (31 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/02/20 22:13)
Atma Jordao