Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

.O Ciclo se Fecha, e Outro se Inicia.'. Parte 3

.O Ciclo se Fecha, e Outro se Inicia.'.
  .
.   .
Parte 3. LUA NEGRA.
.   .
  .
O mundo não será mais o mesmo a partir deste grande evento chamado COVID-19. A todo momento há mudanças, a todo momento há transformações, mortes e revoluções; nesse evento global que estamos passando pode ser considerado como o pico das mudanças, transformações e mortes que há a todo momento. Com o auge dessas situações, o pós pico trará uma nova óptica de perceber a Realidade.
 Lua Negra, sendo representada pelas Deusas Negras, da Morte e Destruição, interpretadas como Demoníacas e Más, E SÃO MESMO; porém no meu ponto de vista Taoísta, há mal no bem e bem no mal, então esse aspecto Negativo e Tenebroso é também algo Positivo e Bondoso. As Deusas que são representadas como Lua Negra são Lilith-Innana, Kali, Hekate, Perséfone ou Proserpina, Hel, Ereshkigal, Babalon, A Deusa Anciã dentre outras.
 Bem, irei esclarecer a raiz de certos aspectos da Lua, para que fique mais amplo o campo de entendimento sobre o Símbolo Lunar. Quando falamos sobre a Lua logo imaginamos aquele satélite natural rodeando a terra com Luminosidade, toda bela e visível aos Olhos, se imagina algo sensível, emocional, formosura e ternura. Porém não é bem assim. A Lua é um Astro "morto", sem Luz própria no caso, ela é escura, NEGRA. A Lua em si não tem luz, é "trevosa" por assim dizer, pois sua iluminação provém da irradiação solar, e com isso ela clareia, é observável e bela, toda luminosa; sem nenhuma influência Solar a Lua é Negra, e é aí que a Lua é Lua de Verdade. Lua nova ou Lua Negra, não importa o nome, o que importa é a essência Lunar propriamente dita, que é um corpo celeste receptora, que recebe a influência luminosa do Astro Rei Sol. Simbolicamente o Sol é a consciência e a Lua o inconsciente, e psicologicamente falando, quando começamos a ter consciência dos aspectos de nosso inconsciente, o Astro Sol começa dar sua Luz para as Trevas Lunares, iluminando a Lua, iluminando o inconsciente.
 Então um arquétipo que também pode ser ligado ao que estamos passando no mundo é a da Lua Negra, que está recebendo a oportunidade de Iluminação, de clarear nosso Interior, de sermos guiados pelo nosso Mundo Interno. A Lua representa nosso lado sombrio, nossa Sombra. Representa tudo aquilo que não é conhecido, que permanece na escuridão do Desconhecido. Muita gente por entender a essência Lunar como inconsciente, desconhecido, lado oculto, trevas, acaba achando que isso significa coisas péssimas, problemáticas e negativas apenas; mas se enganam nisso, pois tanto como algo bom como ruim, positivo e negativo habitam no desconhecido, em nosso inconsciente. Como citei nas partes anteriores, estamos na fase de introspecção, de conhecer mais dos nossos defeitos e qualidades, nossas angústias, nossos sonhos, desejos e ódios, emoções guardadas, pensamentos arquivados, estamos na época de voltar para si e olhar tudo que existe em nós, é uma época de pausa, autoconhecimento, de sentir a sombra, de ficar na escuridão de si mesmo, de ser cutucado por tudo aquilo que é ignorado graças ao movimento que temos no dia a dia, de se perceber aspectos não percebidos antes, de sentir coisas que antes não tínhamos atenção para sentir, de iluminação, desconstrução, destruição, responsabilidade, disciplina e amadurecimento, de limitação, morte e doenças, curas e renascimento ( Lua Negra-Saturno-Plutão ). Essa é uma das Facetas da Deusa Mãe.
 Por isso foi extremamente importante citar o Arquétipo Lunar. Pois a Lua é Escura por essência, Negra. E o ato de voltar para si, mergulhar em si também é um fator Lunar, e por isso achei importante colocá-la como ligação arquetípica dessa fase, pois dos astros, Lua, Saturno e Plutão estão mais próximos do simbolismo de destruição, desconhecido, renovação, escuridão, morte, limiar, transformação e etc; AGORA irei citar o último Astro que simbolicamente faz parte desse arquétipo, Astro-Deus MARTE; mas será na próxima parte que irei falar sobre o Deus Marte, mais uma das Facetas do Deus que está ligado a fase atual do Mundo e Humanidade.
  Para finalizar a terceira Parte, Câncer é o Signo-Gênio-Arquétipo regido pela Lua, e representa o Útero, o escuro, a reclusão, solidão, introspecção e fecundação-germinação. É a semente que está no subsolo, no escuro esperando o momento certo de emergir da Terra e mostrar o que é. Câncer está ligado a morte também. Representando também o Passado e possível apego a ele, o arquétipo demonstra dificuldade evidente do desapego com nosso Passado, trazendo barreiras para essa mudança global que estamos passando. Assim como Saturno pode nos levar a estagnação, reclusão demais, pesar, auto cobrança excessiva, mais apego, assim como Plutão pode trazer um comportamento auto destrutivo exagerado, uma possível auto punição desnecessária e auto sabotagem, a Lua também pode trazer defeitos nessa fase, colocando mais dificuldades do que auxílio e qualidades; porém como eu havia dito, o absolutismo acaba sendo uma possível atitude errônea nossa quando analisamos as coisas.
 A semente pode muito bem ser bem alimentada, cultivada, e germinada, dando uma boa plantação, frutos e colheita; porém há o lado onde a semente pode ser contaminada por algum vírus, algum veneno, pode morrer ainda no subsolo, pode vingar uma planta débil ou venenosa, dar frutos "amaldiçoados", venenosos e podres, então com essa viagem obrigatória que os Deuses e Deusas estão nos proporcionando, poderá ser algo benéfico ou maléfico, que irá nos destrancar de nosso cativeiro, ou afunilar ainda mais nossa prisão. A existência é uma faca de dois gumes como já citei, existem pós e contras, benefícios e malefícios, então devemos ter na consciência os lados da moeda existente para cada situação nossa e externa, para cada energia e símbolo, para cada Deus/Deusa, Astro; e para o momento que estamos passando no Mundo.
 Chegamos no ápice das mudanças, a ruptura e destruição desse Sistema que vivemos é inevitável agora, não há mais como adiar, agora será uma mudança por mal, já que por bem e amor não adiantou, não surtiu tanto efeito, agora será pela dor e ódio. Uns interpretarão como um castigo e presenta, outros como benção ou maldição, mas isso é de menor importância; a questão é que estamos e vamos passar por mortes, destruição, a clara ruptura de nossas crenças, objetivos e etc, para que a próxima fase chegue a anterior deve ser ultrapassada, para que possamos entrar numa nova forma de enxergar e lidar com as coisas precisamos "morrer, matar" o antigo, para que o novo surja. Seja a nível pessoal-interno e/ou coletivo-externo, estamos sendo impelidos a nos permitir destruir, morrer para podermos renascer das cinzas, como novas pessoas, outra pessoa, outro individual e outro coletivo. Estamos na conclusão de um Ciclo, estamos fechando o Ciclo atual para iniciarmos o Próximo e novo Ciclo.
  .
.   .
Parte três Finalizada.
.   .
  .
By Aleph Bet Daleth
Allan Martinus
Enviado por Allan Martinus em 24/03/2020
Código do texto: T6895391
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Allan Martinus
Maricá - Rio de Janeiro - Brasil, 22 anos
25 textos (533 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/04/20 09:44)
Allan Martinus