Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A cura pela quarentena

Tudo parou...
É hora de nos desligarmos momentaneamente do mundo e vivermos um momento é de introspecção.
O agito diário nos afasta das pessoas. Estamos debaixo de um mesmo teto, porém distanciados.
As justificativas devem ser pausadas e há neste momento a possibilidade de nos curarmos internamente.
Quem está ao nosso lado? O que grita silenciosamente? Agora temos tempo de ouvir!
É hora de reaproximação. Quem é aquela pessoa que você ama, mas, há muito tempo não lhe destina qualquer esboço de atenção? Cure-se. Telefone. Diga-a sobre sua importância. Agora há tempo.
Quais os sabores e dissabores que afligem aqueles que embaixo do seu teto estão? Cure-os. Ouça. Cure-se. Agora há tempo.
Reorganize aquelas fotos antigas. Relembre histórias. Fale de pessoas. Contate-as. Cure-se.
Acesse as fotos de seu computador/celular, separe algumas para imprimir. Papel conta história, não obsoleta-se. Registre-as.
Agora é hora de ser família. Usufrua!
É hora de ver que seu próximo está tão próximo que às vezes você não o enxerga. Ame!
É hora de empatia. Viva-a.
Aproveite a quarentena e cure-se do vírus da falta de tempo.
Agora há tempo.
Logo lá fora tudo estará curado. Cure-se internamente.
O agito voltará a envolver-nos.
Cuide-se.
Perdoe-se.
Perdoe.
Cure-se.
Livre-se do vírus da ausência, pois é certo que não sabemos quanto tempo há.

Nana Silva
Enviado por Nana Silva em 26/03/2020
Reeditado em 29/03/2020
Código do texto: T6897916
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Nana Silva
Jaú - São Paulo - Brasil, 44 anos
1 textos (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/04/20 01:05)