Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Todos Correm

Por Nemilson Vieira (*)

Corre o tempo e não percebo; uma brisa suave, agradável. Corre o vento violento a levar tudo pela frente! A dar medo, pânico, prejuízos. Na Terra, resolutas, correm às águas nos seus leitos, na busca do mar.
Os carros desgovernados correm velozmente. No céu, aviões se põem a voar como as aves; estas voam apressadas, solitárias, em bandos, em casais. Silenciosas ou a cantarolar. Sem se aquietarem, correm as nuvens nos ares. Os políticos correm atrás dos votos, do poder, da vida fácil.
Nos versos do poeta, corre à prosa, o reverso, a poesia.
Com os minutos, as horas, os dias, correm os anos. O dinheiro, muito ou pouco corre na praça; de mão em mão e de bolso em bolso. Nas artérias, veias e capilares, correm os nutrientes da vida. Dos olhos, correm as lágrimas: de alegria ou, sentidas. Nos trilhos, correm os trens; no constante vai e vem; num sentido ou noutro.
No trabalho, corre o suor no rosto do trabalhador; no paciente, a dor.
Nas festas correm solta, alegria. No papel, à escrita fluída; coesa, harmônica, sucinta…
Nos tribunais correm as ações, nas estradas, os veículos; nos jornais, as notícias.
Barcos correm nos rios, lagos, mares; nos eventos religiosos, corre a girar as folias.
Na cadeia alimentar, há correrias: das presas e predadores…
As cobras correm dos gaviões, das pauladas, das dívidas, os maus pagadores.
Polícia corre atrás dos infratores; a boa notícia nem tanto. A má notícia, corre longe.
Para socorrer um paciente, correm os doutores.
Os atletas correm nas pistas; nos gramados: os jogadores.
Os policiais correm atrás dos meliantes; os garimpeiros, atrás do ouro, dos diamantes…
O Inimigo de Deus corre da cruz; os pecadores: da obediência. Os abutres correm para as carniças; os infratores, não correm da Lei: aguardam os seus processos correrem em segredo de Justiça.
Ponho-me na correria de sempre… Sem correr atrás do lucro ninguém fica.

*Nemilson Vieira
Acadêmico Literário
Nemilson Vieira de Morais
Enviado por Nemilson Vieira de Morais em 09/09/2020
Reeditado em 10/09/2020
Código do texto: T7059118
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Nemilson Vieira de Morais
Ribeirão das Neves - Minas Gerais - Brasil, 61 anos
71 textos (631 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/09/20 21:19)
Nemilson Vieira de Morais