Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mania de Escrever

Por Nemilson Vieira de Morais (*)

Quem me dera! Lá na frente, valer a pena o meu querer (o que escrevo). Fora bem lá atrás, que no riscado da pena construí a minha história, ao escrever. O meu primeiro dizer de aprendiz de escritor se deu ao unir uma palavra com a outra e formar uma frase. Com várias delas formei um texto; este com outros, um livro. Contei os meus, casos expus dilemas… Em rabiscos poéticos e outros revelei os meus sentimentos, emoções e pensamentos…
Alguns não passaram de meras sugestões, sem pretensão de me levarem a sério. Algumas narrativas que dramatizei além do necessário; errei, magoei. — Pedi desculpas, perdão.
Mais comedido revejo os meus conceitos, os meus conteúdos. — Sem deixar de prosseguir no ofício da escrita.
Com mais cautela nesse meu aprendizado; num esforço de acertar, hei de errar bem menos.
Possivelmente aborreci alguém, em palavras ou ideia, postes… Por falta de experiência e pelo vivermos num contexto sociocultural, antagônico; não pensarmos e falarmos uma mesma língua. A adversidade no pensar e outras, não deve nos separar e sim, nos unir; em torno das nossas demandas, comuns e essenciais à vida. Como as ideias, a paz, a tolerância, os sonhos… — A alegria do estar juntos; mesmo na diferença.
Nas minhas exposições, necessárias ou não, revelei sem reservas, as minhas fragilidades, acertos; mas (na maior parte) não pude expor o que não senti.
Esse gosto de expressar-me, com intuito de ser útil no que digo; exponho-me além do necessário.
No entanto, sem dizer nada, não devo ficar; pois, não cumprirei o meu papel e nem atenderei o meu prazer.
No pouco que até hoje escrevi, leva a crer que poderei melhorar, se cultivar o cuidado no dizer, coerência, harmonia e a mania de escrever.

*Nemilson Vieira
Acadêmico Literário
Nemilson Vieira de Morais
Enviado por Nemilson Vieira de Morais em 13/09/2020
Reeditado em 13/09/2020
Código do texto: T7062469
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Nemilson Vieira de Morais
Ribeirão das Neves - Minas Gerais - Brasil, 61 anos
71 textos (631 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/09/20 20:45)
Nemilson Vieira de Morais