Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Aguardei-te a chegada,
alma sempre esperançada,
no anseio enorme de sentir.

Mas vieste em boa hora,
nunca hás de ir embora.
Acredito no porvir...

deixando-me teu poema

e para ti a minh’alma.

***




VIM

Vim. Sabia que me esperavas
com a tua intensa esperança
de poder soltar meus cabelos.


Vim. Para arrepiar teus pelos
libertar tua adormecida criança
ser tua rainha... e tua escrava.

Vim. A hora nada importa,
creia-me, ela é aqui, agora.
Eu ficarei ... sem dilemas,
para recolher a tua alma
e dar-te este e mais poemas
feitos à luz das mil auroras.

***







Olá  Fernando:

Passei em tua escrivaninha e trouxe
seu poema para fazermos um dueto
conforme vc me solicitou e creia-me:
Tive prazer em unir meu lirismo
ao seu.

Desejo que você goste assim como
todos os amigos que vierem até aqui
para nos ler . 

Um beijo azul


Fernando Alberto Couto
 
Silvia,

você foi (à minha escrevaninha)
e veio me presentear com essa
deliciosa parceria, enriquecida
pela beleza do seu texto, que
me encantou.

Só tenho a agradecê-la pela
alegria que me proporcionou.

Espero que seja o priomeiro
de muitos duetos.

Aplausos, abraços e beijos azuis para você,

deste seu fã, incondicional,

Nando.
SILVIA REGINA COSTA LIMA
Enviado por SILVIA REGINA COSTA LIMA em 12/06/2010
Reeditado em 28/06/2018
Código do texto: T2316549
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
SILVIA REGINA COSTA LIMA
Vinhedo - São Paulo - Brasil
1886 textos (353454 leituras)
1 e-livros (771 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/07/19 17:10)
SILVIA REGINA COSTA LIMA

Site do Escritor