Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Diálogo


eu sou o dedo de deus
no olho do diabo
eu sou vontade pura

a mente fervilhando
eu sou a palavra que não decanta

sou os passos que levam ao longe
o longe que caminha contra os passos

o caminho que atravessa os passos
o avesso do caminho torto

o caminho certo do inverso morto
o verso que vela o sono do caminho

o caminho escuro do sono sem versos
o sono versando sobre o caminho

o amor cantando versos sobre o sono
o verso ensinando sonhos ao amor

o amor fazendo dos sonhos uma paixão
subindo alto pela voz do grito em gozo

o prazer fazendo ondas na voz
e de voz em voz
subindo de tom em tom

na pele, na boca, nos sonhos
e dos sonhos
às bocas
às peles

o corpo
a mente
o coração
os corpos que se juntam em um
e explodem em mil

milhares de fagulhas de uma insana paixão
milhares de paixões em um corpo insone

olhos abertos em mentes saciadas
espasmos da insônia em corpos afagados

corpos suados, tão grudados, tão perfeitos
rarefeitos

satisfeitos
em versos e abraços

sem jeito
a recomeçar
a dança

tão sensual
do desejo tenso
da espera infinda
do anseio pela

satisfação total
do sonho carnal
da paixão animal
que a lâmina da saudade

fere
faz sangrar
faz doer
sem piedade
e uma dor vermelha escorre dos olhos
num pranto de

sangue pelo amor perdido
pelo encanto do amor
que se achou deitado
no canto da memória

Fátima Batista
Oto Satyro
(http://otosatyro.blogspot.com)



Fátima Batista
Enviado por Fátima Batista em 04/11/2006
Reeditado em 01/12/2007
Código do texto: T282104
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fátima Batista
Santo André - São Paulo - Brasil, 56 anos
1436 textos (75143 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/07/19 20:05)
Fátima Batista