Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
*** EU JURO... (Participação especial do Poeta Silvanio Alves) texto de número 1100. ***
 
Juro que não queria, eu me apaixonei por você.
Os motivos foram tantos, o seu jeito de menina.
Aquela sua doce feição, que com tudo combina.
Foi amor à primeira vista, hoje vivo à sua mercê.
 
Quero você aqui comigo, eu não te cobro cachê.
Os meus passos te seguem, nesta extensa rotina.
Você o meu tudo, o eterno amor que me fascina.
Sou eu, seu divertido brinquedo de papel machê.
 
Tua presença na minha vida me faz feliz e realizado
Te vejo e percebo que meu juramento é um tratado
Para que a nossa felicidade seja plena como uma flor
 
Jurar é uma necessidade de minha alma por teu amor
Tu encantas meu coração, meu ser completa com o teu
Sei que nada sou se não está presente aqui, amor meu...
 
     Silvanio Alves
     “Poetas das Escritas”
     Divinópolis/MG

     José Aprígio da Silva.
     “Lorde dos Acrósticos”
     Ceilândia/DF

**********************************************

 
     Grande poeta Silvanio Alves, eu estou-te enviando estes dois quartetos para o amigo fazer os dois tercetos este será o texto de número 1100 que será editado aqui no Recanto das Letras, que para mim será uma grande honra, assim como foi para mim participar nos seus 1200 textos. 
     Eu já coloquei um título provisório *** EU JURO ***, caso o amigo deseje fique a vontade para mudar o título. Lorde dos Acrósticos – 02/08/11

 
     Comentários do Silvanio:
 
     Meu caro é uma honra partilhar contigo essa alegria ímpar que te estabelece como grande poeta do Recanto.
Silvanio
 
     Será uma honra poder participar nessa construção belíssima tão logo esteja pronta eu te enviarei.
Silvanio
 
**********************************************
 
     Então ficamos assim este é o texto de número 1100 editados aqui no Recanto das Letras, nesta conta entram as parceiras, textos de outros poetas e textos de autorias desconhecidas e releituras de textos meus garanto que a maioria absoluta destes textos é de minha autoria, na verdade todos são co-autores e colaboradores, caso contrário não chegaria a esta marca para mim histórica
     Digo a todos que não fiz nada sozinho, agradeço a todos que leu um texto nosso e fez um comentário, na verdade os meus incentivadores, eu repito que ninguém faz nada sozinho. Agradecimento especial ao meu amigo Poeta das Escritas pela parceria neste texto que fecha a contagem dos 1100 textos.
 
     José Aprígio da Silva
     “Lorde dos Acrósticos”
     Ceilândia/DF
     Quinta-feira, 18 de Agosto de 2011 - 10h50
JOSÉ APRÍGIO DA SILVA e SILVANIO ALVES
Enviado por JOSÉ APRÍGIO DA SILVA em 19/08/2011
Reeditado em 19/08/2011
Código do texto: T3169390

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
JOSÉ APRÍGIO DA SILVA
Ceilândia - Distrito Federal - Brasil, 61 anos
1923 textos (183325 leituras)
1 áudios (52 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/04/21 19:39)
JOSÉ APRÍGIO DA SILVA