Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESAPEGO

Não permita que meus sentimentos
Sejam pétalas de flores atiradas ao chão
São tão intensos, ao mesmo tempo que tão suaves.
sublimes como mar de açafrão...
Não haverá neste mundo, mulher que o ame
com tamanho desapego,
amor meu_ Adoração!

Mas meu querido namorado
Se não quiser mais ser meu amado
Juro que não o fatigarei com meu amor...
Juntarei as muitas coisas que eram nossas
e partirei, sem nem mesmo justificar seu desamor.


Pensando bem; quem é que teria coragem
(Isto seria e muito grave)
De ver forrada de pétalas de flor,
a paisagem;
Pisotear algo assim, de tão belo e suave?...
Meu Deus!...Assim eu sou pego!...
Faço de consciência um exame:
Será  justo, contigo meu desapego;
Quem mais, encontrar que
assim, tanto, me ame?...

Te amo, não...novamente isto não digas...
Que teu amor me cause fadigas...
Perdoa ao meu desapego; desatenção!...
Porém, posso dizer-te sem nenhum exagero,
Que tuas palavras soam como um tempero
Com o suave gosto de açafrão!...

Dueto
Geraldo Coelho
&
Elisa Salles


Elisa Salles ( Elisa Flor) e Geraldo Coelho
Coelho Zacarias e ELISA SALLES
Enviado por Coelho Zacarias em 03/12/2017
Código do texto: T6189281
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Coelho Zacarias
Taboão da Serra - São Paulo - Brasil, 61 anos
378 textos (9070 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 11:45)
Coelho Zacarias